“Ponto de Cultura de Feira de Santana” é contemplado pelo Fundo de Cultura do Governo da Bahia – Edital Setorial de Circo 2012

Projeto Viver Arte do Circo é contemplado.
Projeto Viver Arte do Circo é contemplado.
Projeto Viver Arte do Circo é contemplado.
Projeto Viver Arte do Circo é contemplado.

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) anunciou, conforme publicação no Diário Oficial da última sexta-feira (20 de julho), a convocação dos projetos selecionados por 13 dos editais setoriais lançados este ano através do Fundo de Cultura. Num total de 2.163 propostas inscritas, o Ponto de Cultura “Cultura Mais Circo” de Feira de Santana foi contemplado pelo Edital Setorial de Circo com o Projeto “Viver – Arte do Circo” que tem como fundamento divulgar a arte circense enquanto ferramenta de diálogo pedagógico que visa trabalhar com as classes populares, através de apresentações e vivência do circo nas escolas públicas.

“Essa conquista chega em momento oportuno, sendo fonte de ânimo e força para todos nós, alunos e professores, afinal somos um ponto de cultura como tantos outros trilhando os objetivos com responsabilidade para driblarmos os obstáculos no meio do caminho” – enfatiza e comemora Sandra Brito, Coordenadora pedagógica do Ponto de Cultura.

O Ponto de Cultura- Cultura Mais Circo, iniciado em 2009 como uma das atividades do Programa Cultura Viva  em parceria com o Ministério da Cultura (MINC)  e  a  Secretaria de Cultura da Bahia (SECULT) tem como objetivo contribuir com a melhoria da qualidade de vida das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social na cidade de Feira de Santana, favorecendo o seu desenvolvimento social, emocional e cognitivo. O Ponto trabalha com oficinas de forma integrada, unindo circo, teatro e música, oferecendo maiores possibilidades de apreciação artística, criação, inovação cênica e qualificação ampla dos jovens, estudantes da rede pública de bairros carentes de Feira de Santana, na faixa etária de 12 e 15 anos.

Além das oficinas o Ponto de Cultura mantém em treinamento o grupo de jovens Aprendizes, assistidos pela Cia Cuca de Teatro, composto por 15 jovens na faixa etária de 15 a 17 anos, formandos da primeira e segunda turma do Ponto de Cultura. O Ponto de Cultura tem como parceiro o Centro de Cultura Amélio Amorim, local onde desenvolve suas atividades nos turnos matutino e vespertino, em turno oposto a escola regular dos alunos, oferecendo oficinas de teatro, música, técnicas circenses e inclusão digital.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9607 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).