Estudante assassinado com golpe de faca na cidade de Irará

Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia

Na noite desta terça-feira (10/07/2012) a polícia civil realizou o levantamento cadavérico na cidade de Irará do estudante, Adriano Jesus Silva, 15 anos.

O menor foi assassinado com golpe de faca que atingiu o peito por um homem ainda não foi identificado

O adolescente morava na rua São Simão, no mesmo município onde foi morto teve o corpo encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT)em Feira de Santana para ser periciado .

HGCA: Ciclista atropelado próximo a praça da matriz

Assis Gomes Campos, 37 anos, morador da rua Barão do Rio Branco pedalava sua bicicleta quando foi colhido por uma motocicleta de dados ignorados, próximo a praça da matriz em Feira de Santana .

O homem foi socorrido na noite desta terça-feira (10/07/2012) para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) onde foi medicado, e permanece internado.

Outras ocorrências

Já Regina Santos Cardoso, 43 anos, moradora do bairro Tomba tentou suicídio após ter cortado o pulso da mão esquerda, conforme boletim da unidade de saúde.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) socorreu até o hospital José Augusto Reis Lima, 39 anos, vítima de atropelo na BR 116 Norte.

O fato ocorreu próximo do posto de combustível Cooperativa, onde o veículo atropelador não foi identificado por populares.

Outro atropelo ocorreu na avenida Presidente Dutra , próximo ao hospital Colônia Lopes Rodrigues,em Feira de Santana . A vítima foi identificada como José Antonio dos Santos, 44 anos.

Wendel Dias Cerqueira, 25 anos, morador da rua Araci bairro do Jardim Cruzeiro , permanece internado na emergência hospitalar .

No boletim da polícia registrado no livro de ocorrência consta que o jovem teria indo comprar drogas no bairro das Baraúnas, quando foi baleado na perna direita por um desconhecido.

Delegado orienta como evitar ação de estelionatários

A ação de estelionatários contra a população idosa tem sido frequente em Feira de Santana. A vítima mais recente foi uma professora aposentada, de 88 anos, que recebeu em casa um falso funcionário do INSS.

A aposentada contou que o golpista teve acesso ao seu cartão da conta bancária e trocou por outro. Em um caixa eletrônico, o estelionatário fez um saque e um empréstimo e causou um prejuízo de aproximadamente R$ 3.500 à idosa.

Segundo o delegado José Carlos das Neves, da Polícia Civil, outro tipo de golpe comum é a ação de estelionatários que vão até a casa dos idosos e induzem as pessoas para empréstimos consignados.

“Isso é mais comum do que se pensa. O estelionatário fica com dinheiro do empréstimo e a vítima adquire a dívida. Recomendo que não se faça empréstimo quando alguém chegar em casa oferecendo e sim vá à instituição financeira”, disse o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, é necessária uma investigação para que a vítima seja restituída pelo prejuízo. “Tem que ser feito um inquérito. Se o estelionato foi comprovado, após a queixa, a instituição devolverá o dinheiro”, explicou José Carlos das Neves.

Armas são vendidas livremente em Feira de Santana

Uma triste realidade no cotidiano dos moradores de Feira de Santana é a banalização das mortes violentas, principalmente em bairros periféricos da cidade. Neste primeiro semestre de 2012 foram contabilizadas 230 mortes, 38% a mais que o mesmo período do ano passado, e a grande maioria destes crimes foram cometidos com armas de fogo. O que ajuda esta crescente estatística é a quantidade de armas nas mãos da população e, mesmo com o Estatuto do Desarmamento em vigor, é grande a facilidade para se adquirir uma arma.

O Brasil amarga a 2ª posição no ranking de mortes por armas de fogo no mundo, segundo a Organização das Nações Unidas. A Bahia também é o segundo no ranking nacional de homicídios cometidos utilizando essas armas (81,3%), perdendo apenas para o estado de Alagoas, com 83,3%.

Para provar a facilidade de comprar armas em Feira de Santana, uma equipe do Folha do Estado foi até o Centro de Abastecimento com uma câmera escondida. O fácil acesso a armas de fogo é uma grande ameaça à sociedade e pode ocasionar diversos acidentes, como recentemente aconteceu com dois garotos que brincavam com uma espingarda de socar, quando acidentalmente ela disparou e acertou a cabeça de uma das crianças. Uma tragédia que poderia ter sido evitada se houvesse uma fiscalização eficiente a este mercado paralelo.

Várias informações levaram nossa equipe até o setor onde são vendidos utensílios domésticos no Centro de Abastecimento. Entre panelas e ratoeiras, chegamos até uma mulher com aparentemente 50 anos de idade que vendia diversos tipos de armas artesanais.

Os valores das armas variam de R$ 130,00 a R$ 170,00. A vendedora ainda informou que os preços já foram mais baratos e que também vende partes separadas. Conseguimos comprar, com muita facilidade, uma espingarda artesanal no valor de R$ 140,00. Apesar do tamanho, o produto foi embalado com papelão para não chamar a atenção e nossa equipe saiu tranquilamente do Centro, sem nenhum tipo de represália. A Polícia Militar estava ciente de toda a ação realizada pela equipe de reportagem.

Segundo moradores e comerciantes da região, o livre comércio acontece também em diversos outros pontos da cidade, como a Feira do Rolo e intermediações do Feiraguai, onde podem ser encontradas pistolas automáticas e revólveres 38. Para estes os valores variam de R$ 400,00 a R$ 1.500,00.

Casa da Paz

A espingarda adquirida pela equipe foi entregue na Casa da Paz no mesmo dia e destruída. A instituição, situada no bairro Feira V, já recebeu cerca de 2.720 armas, uma média de dez por dia. “São vários tipos de armas, de vários calibres, a maioria são espingardas, pistolas de calibre 22 ou 38 e garruchas. A maioria das pessoas que entregam armas é formada por mulheres com certa idade, acima de 40 anos”, revelou Clóvis Nunes, diretor da Casa da Paz.

Por cada arma são entregues gratificações entre R$ 100,00 e R$ 300,00, dependendo do calibre. “Não precisa informar a procedência da arma, o que o governo quer é que a população se desarme. Entregue suas armas de livre e espontânea vontade para tirar de circulação”, disse Clóvis.

O procedimento para a entrega voluntária de armas de fogo pode ser feita de duas formas: a pessoa vai direto à Casa da Paz e preenche uma guia de entrega ou, pela internet, retira a guia no site www.dpf.gov.br e entrega na instituição.

Armas legalizadas

A legislação brasileira autoriza que um cidadão possua uma arma registrada em sua residência ou local de trabalho, desde que seja o titular ou o responsável legal do estabelecimento ou empresa. Mas proíbe o porte às pessoas não autorizadas, liberando apenas aos policiais, oficiais de Justiça e outras profissões perigosas, segundo a lei 10.826/2003.

Para adquirir uma arma legalizada é necessário cumprir alguns procedimentos legais como escolher uma arma de calibre permitido, entregar a documentação desejada à Polícia Federal, solicitar uma Guia de Tráfego (todo procedimento pode ser encontrado no site da Polícia Federal – www.dpf.gov.br/servicos/armas/). Só depois destes passos a pessoa deve ir a uma loja autorizada e retirar o produto.

Para adquirir uma arma de fogo legalizada, é necessário ter no mínimo 25 anos e o registro é obrigatório, tendo validade de três anos. É importante lembrar que a utilização de uma arma exige treinamento e equilíbrio emocional, deixando sempre em local seguro e fora do alcance de crianças.

Adolescente baleado por rival em Santo Estevão

Anderson Carlos de Jesus Portugal, 22 anos, morador do conjunto Feira X, e Glória dos Santos, 24, residente no bairro do Ponto Central foram vítimas de acidente de moto na avenida Eduardo Fróes da Mota, nesta segunda-feira(09/07/2012).

Os dois foram socorridos para o Hospital Geral Clériston (HGCA) através de uma ambulância do Serviço do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Outras ocorrências

Anderson Assis Soares, 23 anos, residente no bairro da Rua Nova, foi baleado com dois tiros no tórax. De acordo com informações, dois homens em uma motocicleta foram os autores da tentativa de morte.
.
Edemilton Ribeiro da Silva, 25 anos, morador da rua B, do Feira X, e Francinaldo André Paiva Ribeiro, 37, residente na rua Coronel Murta, bairro Brasília, foram vítimas de acidente de trânsito. O fato aconteceu na avenida João Durval Carneiro,em Feira de Santana. Não há detalhes no livro de ocorrências do HGCA.

Lucas Prado Neves, 17 anos, morador de Santo Estevão, foi baleado pelo rival, justamente seu chará. Ele foi atingido em uma das mãos e no peito, próximo ao Cruzeiro do Monte, naquela cidade. O menor foi socorrido até o hospital municipal Dr. João Borges de Cerqueira, mas devido à gravidade, foi transferido para o HGCA, em Feira de Santana.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111058 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]