Empresários da Nova Zelândia investem na produção de leite da Bahia; Executivo da maior cooperativa do mundo deixa seu país para investir no Oeste baiano

Eduardo Salles recebe homenagem.
Eduardo Salles recebe homenagem.
Eduardo Salles recebe homenagem.
Eduardo Salles recebe homenagem.

Em novembro de 2010, depois da viagem à Nova Zelândia para reuniões de trabalho realizadas pelo governador Jaques Wagner e pelo secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, o governo da Nova Zelândia fez indicações expressas para que as empresas neozelandesas, empresários, e os fundos de investimentos invistam na Bahia, onde os empresários Simon e seu pai Dave Wallace já haviam estabelecido a Fazenda Leite Verde, para produção de leite de alta qualidade, no município de Jaborandi, no Oeste baiano. Neste fim de semana, resultados concretos da missão para atração de investimentos foram comprovados: mais dois empresários neozelandeses deixaram seu país e vieram investir na Bahia, montando fazendas para produzir em sistema de integração com a Fazenda Leite Verde, que em 2009 passou a produzir leite com a marca.

Este resultado não é isolado, afirma o secretário Eduardo Salles, lembrando que o Salon du Chocolat Bahia, realizado no começo deste mês no Centro de Convenções da Bahia, também é fruto das missões realizadas pelo governo baiano. “O governador foi pessoalmente à Paris reivindicar para a Bahia, produtor do melhor cacau do mundo, a realização do maior evento mundial de cacau e chocolate”, disse Salles, que acompanhou o governador naquela oportunidade. O evento, que atraiu mais de 40 mil pessoas, permitiu que os maiores chocolateiros do mundo conhecessem como se produz o cacau baiano e comprovassem in loco que a Bahia pode produzir também o melhor chocolate do mundo.

Outro resultado objetivo das viagens internacionais organizadas pelo governo do Estado é a indústria Universo Verde, braço brasileiro do Chongqing Grain Group, que está se instalando também no Oeste. Esse é o começo da atuação do grupo na Bahia, onde vai, segundo confirmou seu presidente Hu Jun Lie, investir R$ 4 bilhões, em agroindustrialização e infraestrutura. A Universo Verde vai esmagar soja e gerar milhares de emprego. No começo da semana passada, um grupo de parlamentares da província de Chongqing, esteve em Salvador, visitando o presidente da Assembléia Legislativa. Projeto de lei do deputado Mário Negromonte Júnior foi aprovado, estabelecendo a irmandade entre a Bahia e Chongqing.

Oportunidades

Convencidos, depois das apresentações feitas pela delegação baiana que esteve na Nova Zelândia, de que a Bahia oferece boas oportunidades de investimento, principalmente na agropecuária, o casal Ana e Dave Broad, e o conterrâneo Rodge Douglas deixaram seu país e se tornaram fazendeiros na Bahia, investindo na produção de leite, gerando novos empregos e renda na região de Jaborandi, no extremo Oeste do Estado, distante 1.031 quilômetros de Salvador.

“Estou muito feliz aqui, com meu esposo e minhas três filhas, que estão tendo novas e boas experiências de vida”, afirma Ana Broad, acrescentando que “vimos o modelo que está dando certo e resolvemos vir”. Falando português com forte sotaque do seu país, Dave Broad conta que era executivo da Fonterra, maior cooperativa de leite do mundo, com faturamento anual de U$ 13 bilhões, mas sempre quis ser fazendeiro, sonho que realizou com as condições que descobriu na Bahia. Em sua fazenda, o casal já emprega 24 pessoas, e toda produção é vendida à Leitíssimo.

A cooperativa Fonterra, com 10,5 mil fazendeiros associados detém 25% das exportações da Nova Zelândia e representa 8% do PIB. Possui 1,6 mil funcionários e 26 indústrias.

Dez anos na Bahia

A fazenda Leite Verde comemorou dez anos de existência, com intensa programação, encerrada nesta domingo (22) que incluiu a inauguração de uma nova sala de ordenha e três novas unidades de pastagens. A unidade de processamento da fazenda foi inaugurada em 2009, para produzir leite com a marca Leitíssimo. A indústria iniciou a operação processando 20 mil litros de leite por dia, mas o projeto completo prevê a distribuição de 150 mil litros diários.

Com oito pivôs, cada um com 56 hectares, e rebanho formado por quatro mil animais, a Leitíssimo processa hoje sete milhões de litros de leite/ano, “mas até o fim do ano chegaremos à marca de dez milhões, e 14 milhões em 2013”, revelou Dave Wallace.

“A revolução que os neozelandeses estão fazendo na pecuária leiteira em Jaborandi, com o sistema de produção a pasto em piquetes irrigados, está transformando a região Oeste da Bahia numa das maiores bacias leiteiras do País, e pode mudar a realidade do Estado neste setor” afirmou o secretário Eduardo Salles. A Bahia possui o terceiro rebanho leiteiro do Brasil, mas ocupa a 23ª posição no ranking de produção por vaca ordenhada. A produção baiana anual é de 1.2 bilhão de litros de leite e consome 1,6 bilhão, o que representa déficit de 400 milhões de litros. “Estamos finalizando o Programa Estadual da Pecuária Leiteira, e nossa meta é fazer com que a Bahia alcance a autossuficiência na produção de leite”, disse Salles.

Homenagem ao secretário

Destacando os serviços prestados à agropecuária baiana, os empresários Dave e Simon Wallace homenagearam o secretário Eduardo Salles, batizando com seu nome a nova sala de ordenha inaugurada neste sábado. “Aqui é um lugar extraordinário para produzir leite”, afirmou Simon Wallace, explicando que “essa homenagem que prestamos ao secretário é o reconhecimento pelo apoio que ele tem dado ao desenvolvimento da pecuária nesse Estado, que é o melhor lugar do mundo para a produção de leite”, explicou Simon. O secretário agradeceu e retribuiu, afirmando que a Leitissímo/Fazenda Leite Verde está ajudando a Bahia a se transformar no maior celeiro do mundo.

Fizeram parte da comitiva do secretário, que representou o governador Jaques Wagner, o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário, Raimundo Sampaio; o diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária (Adab), Paulo Emílio Torres, e o coordenador do Programa Estadual de Pecuária Leiteira, Aroldo Matos de Almeida.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115139 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.