Comércio varejista da Bahia apresenta expansão de 8,9% em maio

Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia

Em maio, o comércio varejista do estado da Bahia apresentou expansão de 8,9% no volume de vendas em relação a igual mês de 2011, enquanto que na comparação, com ajuste sazonal, do período maio a abril de 2012 a variação foi negativa de 3,9%. Esses dados foram apurados pela Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), realizada e divulgada em âmbito nacional pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e analisada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) – autarquia vinculada à Secretaria de Planejamento (SEPLAN).

O cenário econômico contribuiu para o desempenho positivo do comércio baiano. No mês de maio a taxa SELIC passou de 9,0% para 8,5%, menor taxa desde abril de 2010; as operações de crédito no estado aumentaram 28,8% em relação a abril de 2011, acumulando nos últimos 12 meses taxa de 27,7%, superior aos 27,5% de março, conforme os dados do Banco Central; como também a manutenção da redução de IPI para os segmentos da linha branca.

A dinâmica no mercado de trabalho formal também contribuiu para essa variação positiva sobre o Comércio varejista baiano, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), de janeiro a maio, a Bahia registrou um saldo positivo de27.097 postos de trabalho com carteira assinada, isto é, com uma maior quantidade de pessoas trabalhando, geralmente estimula-se o aumento do consumo das famílias. O segmento varejista apresentou um saldo de emprego de 226 postos de trabalho, correspondente a 80,5% do total do saldo do setor do Comércio em geral na Bahia no referido mês.

Análise de Desempenho do Varejo por Ramo de Atividade 

No mês em análise, os dados do comércio varejista do estado da Bahia, quando comparados com o mês de maio de 2011, indica que oito ramos apresentaram resultados positivos quanto ao volume de vendas: Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (38,9%); Outros artigos de uso pessoal e doméstico (16,8%); Combustíveis e lubrificantes (11,4%); Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (8,1%); Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos(7,2%); Móveis e eletrodomésticos (6,3%); Livros, jornais, revistas e papelaria (4,5%); e Tecidos, vestuário e calçados (2,4%).

Os ramos que não integram o indicador do varejo obtiveram os seguintes resultados quanto à variação do volume de vendas no mês em questão: Material de Construção (5,3%) e Veículos, motocicletas, partes e peças (0,6%).

A principal variação do volume de vendas em maio de 2012 (38,9%) coube ao segmento de Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação. No acumulado dos últimos 12 meses atingiu variação negativa de 11,9%, enquanto que no acumulado do ano foi registrada uma variação de 19,4%.

Em maio continuou a retomada de um ciclo de resultados positivos no volume de vendas, a última variação negativa aconteceu no mês de janeiro de 2012. Esse resultado tem forte influência da base de comparação, uma vez que em maio do ano anterior verificou-se uma variação negativa de 22,4%. Esse segmento foi fortemente influenciado também pela comemoração do Dia das Mães, entre os produtos destacou-se a venda de celulares, considerado destaque nas vendas para o dia das Mães.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108038 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]