SEAGRI e CODEVASF vão modernizar sistema de irrigação de Formoso, no município de Bom Jesus da Lapa

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Um dos maiores projetos de irrigação da Bahia, implantado há mais de duas décadas pela Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), o Distrito de Irrigação Formoso, no município de Bom Jesus da Lapa, terá substituído e modernizado o sistema de irrigação atendendo aos pequenos agricultores, numa área de 2.407 hectares. Este é um dos acordos firmados pelo governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura e a Codevasf, durante reunião do secretário Eduardo Salles com o presidente da companhia, Elmo Vaz Bastos de Matos; o superintendente regional, Lourival Gusmão; os diretores Guilherme Almeida Sólon Braga, e o chefe do escritório em Salvador, Leandro Sérgio Pontes, além de produtores.

Nesse pacto, a Codevasf entra com os recursos para a compra dos equipamentos e implantação. A contrapartida da Seagri será a elaboração dos projetos executivos. De acordo com Eduardo Salles, a secretaria fará os projetos executivos, por lotes de 600 hectares, sendo a substituição do sistema feita em seqüência, até completar os quatro lotes. As decisões tomadas nesta sexta-feira materializam os compromissos assumidos pela secretaria com os produtores durante a 25ª edição do projeto Seagri Itinerante, realizada na primeira semana de dezembro do ano passado, quando o secretário, e todo seu gabinete, reuniu-se com agricultores nos municípios de São Felix do Coribe, Canápolis, Santana, Serra do Ramalho, Bom Jesus da Lapa e Sítio do Mato.

Da reunião desta sexta-feira participaram também o superintendente de Irrigação da Seagri, Marcelo Nunes; o presidente da Associação Banana da Bahia, Ervino Hogler, e Ady Oliveira, administrador do distrito e representante do setor produtivo. A audiência conjunta da SEAGRI, CODEVASF e produtores foi solicitada pelos deputados estaduais Mário Negromonte Jr., e Eures Ribeiro, que também participaram do encontro.

Além da modernização do sistema, que passará de aspersão convencional para irrigação localizada por gotejamento e microaspersão, a CODEVASF comprometeu-se a encontrar soluções para resolver o problema de endividamento dos produtores. O Distrito de Irrigação Formoso possui área total de 19,5 mil hectares, sendo 12,1 mil hectares de área irrigável e 7,4 mil de reserva legal, de área inapta e de sequeiro. Dos 12,1 mil ha irrigáveis, somente oito mil hectares estão irrigados e em pleno funcionamento, sendo que parte dos lotes não está produzindo em função de diversas dificuldades dos agricultores, entre elas a questão do endividamento e restrições no Cadastro Informativo dos Créditos Não Quitados do Setor Público (CADIN).

Esse quadro foi debatido na reunião que durou toda a manhã da sexta-feira (15/06/2012), finalizada com o compromisso da CODEVASFde formar uma comissão, coordenada pelo superintendente Sérgio Coelho, para avaliar a situação de uma forma geral nos perímetros irrigados, analisando caso a caso, e dar condições de trabalho aos agricultores que querem produzir e, para isso, precisam de financiamentos. O presidente da companhia, Elmo Vaz Bastos de Matos, explicou que a idéia é que, após os ajustes que deverão ser feitos para se chegar a valores justos a serem pagos pelos produtores, o parcelamento seja efetuado por um agente financeiro, como o Banco do Brasil ou do Nordeste.

Abastecimento de água e estradas vicinais

A implantação de sistema simplificado de abastecimento de água no distrito foi outro ponto da reunião, concluído com o compromisso da Codevasf de estudar a instalação de dez pontos de distribuição de água potável. De acordo com o presidente da instituição, é impossível prometer colocar um ponto em cada lote e assim os núcleos ou vilas serão as prioridades. Um estudo do modelo a ser implantado deverá ser feito pela Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (CERB), definindo-se se a fonte hídrica será poço ou captação no rio.

Outra demanda apresentada pelos produtores foi a recuperação de estradas vicinais no perímetro irrigado. O presidente da Codevasf assegurou que existem recursos da ordem de R$ 3 milhões do PAC carimbados para essa finalidade, explicando que será ajustado um convênio com o Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (DERBA), para execução das obras.

A CODEVASF atendeu ainda o pedido de doação de uma área do distrito para a construção de uma escola, definindo que os detalhes serão definidos pelo superintendente regional Lourival Gusmão com a liderança dos produtores.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115187 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.