Presidente do PT da Bahia, Jonas Paulo afirma que partido está preparado para a disputa e que os focos de tensão estão sendo equacionados

Jonas Paulo: "Executiva Estadual do PT baiano concentra esforços para solucionar pendências."
Jonas Paulo: "Executiva Estadual do PT baiano concentra esforços para solucionar pendências."
Jonas Paulo: "Executiva Estadual do PT baiano concentra esforços para solucionar pendências."
Jonas Paulo: "Executiva Estadual do PT baiano concentra esforços para solucionar pendências."

A Executiva Estadual do PT baiano, esteve reunida durante todo o dia desta quarta-feira (20/06), com a finalidade de ampliar o debate e sanar algumas pendências que ainda restavam para a formatação das composições das Chapas Eleitorais nas 35 maiores cidades do estado. De acordo com o presidente do partido, Jonas Paulo, apesar da sintonia entre os partidos da base aliada e as decisões do Conselho Político do Governo, ainda restavam alguns focos de tensões que, segundo o presidente, também foram pautas de análises durante a reunião do Conselho Político do Governo, realizada no inicio da semana.“Colocamos em pauta o que foi objeto de análise durante a reunião do Conselho Político do Governo. Momento em que os presidentes de partidos da base aliada manifestaram total sintonia com as decisões do Conselho Político na aplicação dos critérios de prioridade e reciprocidade, para garantir a unidade da base e o papel do PT como principal partido da coalizão”, afirmou.

Diálogo pela solução

Jonas Paulo reforçou durante a reunião que o alvo principal é preparar o partido para uma atuação decisiva no confronto eleitoral deste ano. E , para tanto, o diálogo e a unidade da base aliada sempre deverá prevalecer.  “A partir das deliberações desta quarta-feira, o partido já está pronto para o pleito. Dependemos agora de ajustes pontuais com aliados que deverão ser formalizados nos próximos dias; a exemplo de cidades como Itabuna, Brumado e Salvador”, revelou.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9293 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).