Jornal Folha de São Paulo começa a cobrar por acesso a conteúdo digital

A partir desta quinta-feira, 21 de junho, a Folha de S.Paulo passará a cobrar pelo acesso ao seu site.
A partir desta quinta-feira, 21 de junho, a Folha de S.Paulo passará a cobrar pelo acesso ao seu site.
A partir desta quinta-feira, 21 de junho, a Folha de S.Paulo passará a cobrar pelo acesso ao seu site.
A partir desta quinta-feira, 21 de junho, a Folha de S.Paulo passará a cobrar pelo acesso ao seu site.

A tendência de cobrar leitores pelo acesso ao conteúdo online está despontando no Brasil. A partir desta quinta-feira, 21 de junho, a Folha de S.Paulo passará a cobrar pelo acesso ao seu site, que ganhará todo o conteúdo da edição impressa, incluindo os textos dos colunistas, informou a própria publicação.

O veículo paulista já adotava o sistema paywall no aplicativo para tablets e celulares, mas agora é o primeiro jornal brasileiro a utilizá-lo também em seu site. O Estado de S. Paulo e O Globo também confirmaram que adotarão a cobrança por conteúdo digital, mas ainda sem data definida para o início da medida, segundo o Meio e Mensagem.

Como explicou a Folha, visitantes do site poderão ler até 20 textos por mês gratuitamente. A partir disso, será pedido o preenchimento de um breve cadastro, que dará acesso a mais 20 notícias ou colunas gratuitamente. Do quadragésimo-primeiro texto em diante, o visitante será convidado a fazer uma assinatura paga, de acordo com o site Jornalistas da Web.

Antes mesmo da cobrança começar a valer, internautas já manifestavam descontentamento com a mudança em mensagens postadas na seção de comentários do site do jornal e nas redes sociais, noticiou o Meio e Mensagem.

A cobrança pelo acesso ao conteúdo digital é a mais recente alternativa encontrada pela indústria de jornais para contornar a queda na circulação e no faturamento com publicidade. Apesar de sinais de crescimento, na contramão de mercados como o americano e o europeu, a indústria jornalística brasileira têm demonstrado interesse em investir em novos modelos de negócio que reduzam a dependência da publicidade e gerem receitas em mídias digitais.

Ainda pouco praticado aqui, o modelo de paywall é adotado por cada vez mais veículos nos EUA. Os jornais Dallas Morning News e New York Times já rentabilizam seu conteúdo. Recentemente, foi a vez doMinneapolis Star e do MediaNews Group, dono de 57 jornais em 11 estados americanos, revelar planos de implementar um paywall, sistema de cobrança por acesso.

*Com informações do Centro Knight

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109821 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]