Idoso assassinado próximo ao viaduto da BR-324 em Feira de Santana

Logomarca do Jornal Grande Bahia.Logomarca do Jornal Grande Bahia.


A Polícia Civil de Conceição do Jacuípe está investigando um homicídio ocorrido no final de da tarde desta quinta-feira (28/06/2012). A vítima foi identificada como Cosme de Oliveira, 72 anos que morava na fazenda Pedra, em Feira de Santana.

Segundo ocorrência policial, o idoso foi morto com várias cacetadas na cabeça quando transitava na fazenda deserto na BR 101, próximo ao viaduto da BR 324.

O corpo do lavrador foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e posteriormente liberado para o sepultamento.

HGCA registra duas tentativas de homicídios

Renivaldo Pereira da Silva, 34 anos, morador do bairro do Campo Limpo foi vítima de queda de moto próximo a um posto de combustível na Avenida Eduardo Fróes da Mota, em Feira de Santana.

O homem foi socorrido na noite passada (28/06/2012) pelo Serviço de Atendimento Move de Urgência (SAMU) até o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

Outras ocorrências

Já nesta madrugada, um homem de identidade ignorada foi atingido com um tiro no tórax quando estava no bairro Tomba. Não há detalhes da tentativa de morte registrada no livro de ocorrência da unidade de saúde.

Alex dos Santos de Jesus, 22 anos, morador da avenida canal no bairro da Rua Nova foi baleado no braço. De acordo com a vítima, dois homens em um veículo Celta de cor azul efetuaram os disparos e fugiram.

O fato ocorreu no Alto do Cruzeiro, bairro Jardim Cruzeiro em Feira de Santana. A vítima passa bem e será liberada nas próximas horas.

Falta de controle de animais: Cães já atacaram diversas pessoas no Complexo Policial

Vários cães e outros animais ainda permanecem perambulando nas dependências do Complexo Policial Investigador Bandeira de Feira de Santana.

Os amimais se reproduzem há vários anos nas dependências do órgão público. Segundo informações, os cachorros não são vacinados e podem causar riscos à comunidade que necessita registrar uma queixa na instituição.

De acordo com moradores e frequentadores do complexo, os bichos às vezes famintos, atacam as pessoas nas ruas e na delegacia pelo fato de não ter o que comer. Os policiais não querem a retirada dos animais e sim o tratamento adequado, principalmente vacinação.

Esses cães por muitas vezes, auxiliaram os policiais civis durante a noite no período de superlotação da carceragem do Complexo, dando alerta a movimentos suspeitos no local. Até hoje, os cachorros são bem vistos pelos policiais de plantão no período da noite.

Já vi muitos cães morrerem de fome, e às vezes eu ajudo dando comida a eles, disse uma dona de casa à reportagem.

‘‘Eu imagino uma criança ou qualquer pessoa ser mordida. A obrigação do órgão municipal é castrar ou manter o controle dos animais de rua. Pelo visto a entidade só se envolve com questões ligadas ao calazar ou vacinação antirrábica’’, pontuou um morador do conjunto Jomafa.

Alguns moradores durante a entrevista disseram que temem que os animais recolhidos sejam sacrificados. ‘’Matar um animal é crime, eu acredito que o órgão não possui verbas para controle dos animais de rua’’, opinou dona Maria José.

“O animal não tem culpa de nascer, mas o órgão público tem a obrigação de manter o controle de cães e gatos nos bairros’’, relatou um policial civil do plantão central. Outro problema verificado na área do Complexo Policial de Feira é a infestação de ratos.

A coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Mirza Carvalho, informou que os bichos nunca foram sacrificados, e sim tratados e colocados para a adoção em parceria com entidades do município.

Mirza Carvalho orienta os donos de cães e gatos que ainda não levaram os animais para serem vacinados, que assumam este compromisso. “Quem realmente ama seu animal de estimação adota esta postura. A raiva animal leva a pessoa a óbito, não há cura para a doença. Daí a importância de realizar a vacinação e manter o município livre dessa zoonose”, alerta.

O Centro de Zoonoses funciona na Avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno), bairro Jussara, das 8h às 17h. Mais informações e denúncias através dos telefones (75) 3614-3613 e (75) 3223-4673.

*Com informações do Blog Central de Polícia

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]