Feira de Santana: secretário estadual Albino Rubim afirma que Centro de Cultura Amélio Amorim será centro de referência da cultura do Portal do Sertão

O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Zé Neto (PT), também falou sobre a escolha de Gabriel Ferreira para o cargo. “Fomos atrás de alguém que tivesse sensibilidade artística e habilidade em gestão”.
O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Zé Neto (PT), também falou sobre a escolha de Gabriel Ferreira para o cargo. “Fomos atrás de alguém que tivesse sensibilidade artística e habilidade em gestão”.
O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Zé Neto (PT), também falou sobre a escolha de Gabriel Ferreira para o cargo. “Fomos atrás de alguém que tivesse sensibilidade artística e habilidade em gestão”.
O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Zé Neto (PT), também falou sobre a escolha de Gabriel Ferreira para o cargo. “Fomos atrás de alguém que tivesse sensibilidade artística e habilidade em gestão”.

Na cerimônia de posse do novo coordenador do Centro de Cultura Amélio que ocorreu na terça-feira (26/06/2012), foram apresentadas novas perspectivas para a gestão da cultura na cidade. Anunciadas pelo secretário estadual da pasta, Albino Rubim e ratificadas, em seu discurso, pela confiança na capacidade de gestão do novo coordenador, Gabriel Ferreira, o Amélio Amorim terá a responsabilidade de aglutinar atividades artísticas das cidades da região, além de dinamizar a visibilidade dos trabalhos de artistas da cidade.

“É importante pensar a cultura da Bahia como a cultura da diversidade de formas, maneiras, gêneros. A cultura do sertão estava sendo colocada em segundo plano e resolvemos reverter isso. Queremos dinamizar esses centros com esse processo de interiorização”, disse Albino Rubim, que informou também que dos 18 centros de cultura do estado, apenas 11 estão no interior.

Rubim salientou a posição estratégica de Feira para ser polo difusor das manifestações artísticas que a circundam. “Feira de Santana tem uma dinâmica regional fundamental. Teremos aqui uma programação local extremamente rica e programação territorial, porque esse centro tem esse papel. Este pode ser um centro de gestão exemplar absolutamente ativo e democrático”, disse.

Sobre o novo gestor, o secretário destacou: “vimos em Gabriel uma pessoa muito adequada para fazer aquilo que pensamos para esse centro”. Presente ao evento, o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Zé Neto (PT), também falou sobre a escolha de Gabriel Ferreira para o cargo. “Fomos atrás de alguém que tivesse sensibilidade artística e habilidade em gestão”. Ressaltando a necessidade de valorização da cultura negra e sertaneja, Zé Neto sentenciou: “esse encontro entre o negro e o sertanejo tem que se dar aqui e você [Gabriel] tem parte nessa missão”.

Demonstrando que a sua gestão será participativa, Gabriel Ferreira convidou os presentes e a comunidade artística para propor projetos.  “Companheiros, sintam-se à vontade. A casa é nossa. Feira de Santana tem uma produção cultural muito grande. Venham ao centro cultural, me procurem para trocar ideias porque temos muitas para colocar em pauta, mandar para o secretário avaliar e nos devolver com bons recursos”.

Especialista em gestão pública municipal, Gabriel Ferreira é formado em ciências econômicas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). É artista visual, músico e arte-educador. Aos 34 anos, o baiano natural de Tanquinho já foi laureado com o prêmio Território Portal Sertão e prêmio Juarez Paraíso, ambos no Salão Regional de Artes Visuais, em Feira de Santana. Além disso, recebeu também o prêmio de artes plásticas e poesia na I Mostra Universitária de Arte da Bahia.

Reformas no CCAA

O Governo Wagner já investiu mais de R$ 800 mil na recuperação do Centro de Cultura Amélio Amorim. Banheiros, camarins, sistemas de iluminação, concha acústica, palco e cadeiras do teatro foram melhorados com o investimento. O Carro de Boi e o Jerimum também serão reformados para abrigar o Centro de Referência do Sertão. No total, a verba para revitalização do CCAA será de R$ 6,8 milhões.

Na cerimônia de posse de Gabriel Ferreira também estiveram sentados à mesa o cantor e compositor Tonho Dionorina que disse estar “satisfeito e grato por esse anjo Gabriel”, além de Elis Souza, militante do Movimento Negro em Feira de Santana, que lembrou a pertinência com que o artista Gabriel trata as questões de cor e raça em suas obras. “Esperamos que isso que é tratado em suas obras possa ser visto em sua gestão”, disse.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9616 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).