EBDA capacita técnicos e produtores rurais sobre a cultura do guaraná, no Território de Cidadania do Sul da Bahia

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

A Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada a Secretaria da Agricultura, está capacitando técnicos de entidades de extensão rural, agricultores familiares e estudantes de agropecuária, sobre o cultivo do guaraná, no Território de Cidadania Baixo Sul da Bahia. O evento começou nesta terça-feira (19/06/2012), e segue até o próximo sábado (21), na sede do município e na zona rural de Taperoá.

O curso tem finalidade de profissionalizar, atualizar e nivelar conhecimentos sobre as potencialidades agrícolas da cultura do guaraná. Durante toda a programação do curso serão abordados os temas: guaraná orgânico, seleção de plantas e matrizes, construção de germinador, formação de mudas, sistema de colheita e beneficiamento, separação de grãos, rendimentos, agroindustrialização, exposição dos produtos industrializados e comercialização.

Após as atividades teóricas, profissionais atuantes no sistema de produção agrícola do guaraná mediarão os trabalhos de campo. Estes encontros voltados para a prática serão concentrados na unidade de produção e beneficiamento do guaraná, Organização Núcleo de Comunidades Agrícolas Projeto Onça e na fazenda Santa Rosa, na zona rural do município de Taperoá.

O técnico da EBDA, Gerval Teófilo, afirma que as atividades práticas permitem aos extensionistas adquirir um vasto conhecimento do sistema de produção da cultura. “No campo, os participantes serão instruídos sobre os melhores métodos a serem adotados no trato da cultura pelo agricultor familiar. Escolha da área do viveiro, balizamento, abertura de covas, adubação e plantio são algumas das demonstrações a serem realizadas no campo”, explicou o técnico.

O público do evento também pode visitar uma agroindústria de guaraná em Taperoá. O visitante acompanha o processo de secagem e torragem dos grãos, bem como a fabricação de energéticos, xaropes e concentrados.

Aproximadamente 100 pessoas participam do evento. A engenheira agrônoma Adriana Borges comenta que esse curso representa uma oportunidade única no campo profissional. “Meu objetivo é adquirir o máximo de conhecimento especifico sobre a cultura do guaraná. Quero acompanhar as tendências de mercado, industrialização e comercialização”, comentou a técnica.

O técnico e engenheiro agrônomo Waldo Luiz Britto, da Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira (Ceplac), ministram as aulas. Durante a apresentação, Britto falou sobre os sistemas de colheita e beneficiamento do guaraná. Também estão entre os palestrantes o agrônomo Gildasio Fernandes, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), e Natan Pires Filho, do Banco do Nordeste.

A capacitação sobre o cultivo do guaraná é uma realização Seagri/EBDA, em parceria com a Secretaria de Agricultura de Taperoá, Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), Câmara Setorial do Guaraná da Bahia e Associação dos Moradores do Marimbu, Santo Antonio e Rio Negro.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106678 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]