Bahia ganha quatro novos cursos federais de medicina

Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: “este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina.”

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na terça-feira (05/06/2012), em Brasília, a criação de mais quatro novos cursos federais de Medicina na Bahia. A Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufoba), com sede em Barreiras, e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSBA), em Teixeira de Freitas, terão 80 vagas cada, a Universidade do Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), em Paulo Afonso, mais 40 vagas e a Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), localizada em Santo Antônio de Jesus, mais 60 vagas, totalizando 260 novas vagas Medicina. Com a expansão anunciada, a Bahia sai de 160 para 420 vagas para medicina ofertadas por instituições federais.

Na opinião do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Jorge Solla, este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina. Para ele, esta medida, ao incrementar a oferta de novos médicos, irá facilitar sobremaneira a expansão da rede de assistência à população baiana. “Hoje é um dia histórico para a Bahia, pois teremos condições para formar, nos próximos anos, uma quantidade de médicos capaz de atender uma grande parte da demanda existente. Com esta ação, certamente poderemos continuar ampliando a oferta de serviços na área médica, no mesmo nível dos últimos cinco anos”, comemorou Solla.

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, também informou que para apoiar a expansão das vagas serão contratados 1.618 professores e 868 técnicos administrativos. Com 1,8 médicos para cada mil habitantes, o Brasil tem, proporcionalmente, pequeno número de profissionais nessa área, quando comparado a outros países da América Latina. A média de vizinhos como Argentina e Uruguai chega a 3,1 e a 3,7 médicos por mil habitantes, respectivamente. Alguns países europeus contam, proporcionalmente, com o dobro de médicos. É o caso da França (3,5), Alemanha (3,6), Portugal (3,9) e Espanha (4,0). “Temos uma oferta de médicos insuficiente para atender a sociedade brasileira”, ressaltou Mercadante, ao citar dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Além destes quatro cursos federais, o MEC também anunciou a abertura do curso de Medicina da Universidade de Salvador (UNIFACS), com sede na capital baiana, com 100 vagas.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108610 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]