Bahia ganha quatro novos cursos federais de medicina

Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: "este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina."
Jorge Solla: “este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina.”

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na terça-feira (05/06/2012), em Brasília, a criação de mais quatro novos cursos federais de Medicina na Bahia. A Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufoba), com sede em Barreiras, e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSBA), em Teixeira de Freitas, terão 80 vagas cada, a Universidade do Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), em Paulo Afonso, mais 40 vagas e a Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), localizada em Santo Antônio de Jesus, mais 60 vagas, totalizando 260 novas vagas Medicina. Com a expansão anunciada, a Bahia sai de 160 para 420 vagas para medicina ofertadas por instituições federais.

Na opinião do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Jorge Solla, este anúncio é um prêmio ao esforço do Governo da Bahia em proporcionar todas as condições necessárias à aprovação destes novos cursos de Medicina. Para ele, esta medida, ao incrementar a oferta de novos médicos, irá facilitar sobremaneira a expansão da rede de assistência à população baiana. “Hoje é um dia histórico para a Bahia, pois teremos condições para formar, nos próximos anos, uma quantidade de médicos capaz de atender uma grande parte da demanda existente. Com esta ação, certamente poderemos continuar ampliando a oferta de serviços na área médica, no mesmo nível dos últimos cinco anos”, comemorou Solla.

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, também informou que para apoiar a expansão das vagas serão contratados 1.618 professores e 868 técnicos administrativos. Com 1,8 médicos para cada mil habitantes, o Brasil tem, proporcionalmente, pequeno número de profissionais nessa área, quando comparado a outros países da América Latina. A média de vizinhos como Argentina e Uruguai chega a 3,1 e a 3,7 médicos por mil habitantes, respectivamente. Alguns países europeus contam, proporcionalmente, com o dobro de médicos. É o caso da França (3,5), Alemanha (3,6), Portugal (3,9) e Espanha (4,0). “Temos uma oferta de médicos insuficiente para atender a sociedade brasileira”, ressaltou Mercadante, ao citar dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Além destes quatro cursos federais, o MEC também anunciou a abertura do curso de Medicina da Universidade de Salvador (UNIFACS), com sede na capital baiana, com 100 vagas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112712 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]