Bahia e Japão assinam acordo para atrair investimentos

José Sergio Gabrielli, Secretário do Planejamento da Bahia, assina memorando de entendimento.
José Sergio Gabrielli, Secretário do Planejamento da Bahia, assina memorando de entendimento.
José Sergio Gabrielli, Secretário do Planejamento da Bahia, assina memorando de entendimento.
José Sergio Gabrielli, Secretário do Planejamento da Bahia, assina memorando de entendimento.

Os vínculos comerciais entre a Bahia e o Japão foram fortalecidos com a assinatura de um memorando de entendimentos (MOU), esta semana, em Tóquio, pelo governo baiano, representado pelo secretário do Planejamento, José Sergio Gabrielli, e o presidente da Câmara de Comércio Brasileira no Japão (CCBJ), Osvaldo Kawakami. Em viagem ao Japão, Gabrielli proferiu palestra para empresários daquele país, mostrando as oportunidades de investimento existentes na Bahia.

A partir do documento assinado, a CCBJ passa a atuar de forma a facilitar e promover ações que visem às realizações de investimento no estado por empresas e instituições do capital japonês, visando ao estreitamento dos laços comerciais entre o Brasil e o Japão.

Devido aos projetos de investimento e incentivo recentes do governo baiano nessas áreas, foram considerados prioritários os setores químico e petroquímico, de petróleo e gás, automotivo, mineral e indústria naval e náutica voltada às energias renováveis. Com isso, o memorando destaca entre os seus objetivos para essas áreas “a participação em ações que venham a atrair empresas japonesas com foco em inovação tecnológica para o novo Parque Tecnológico da Bahia, assim como setores de agricultura, pesca e turismo”.

“A CCBJ, por interagir com representantes de empresas japonesas relacionadas às áreas industriais dentro desse escopo e possuir entre seus associados profissionais que atuam nos setores mencionados, se apresenta como um representante capacitado e conveniente para a intermediação de projetos de investimento dessa natureza no Brasil”, diz o documento assinado pelo presidente da entidade.

Entre as atuações que a CCBJ pode desempenhar no Japão está representar o governo da Bahia em ações que visam informar, divulgar, promover, identificar e atrair negócios e oportunidades de investimento para o estado, dar continuidade a trabalhos já iniciados no Japão por comitivas baianas, quando em visita oficial no país, e promover eventos culturais específicos no Japão, em ações concernentes à divulgação das características culturais e turísticas do estado, com vistas à atração de investimentos.

Investidor-destaque

O Japão é o sexto maior investidor internacional no Brasil e os laços do empresariado japonês com a Bahia vêm se estreitando cada vez mais. No início deste mês, por exemplo, a Kawasaki Heavy Industries se associou às empresas baianas Odebrecht, OAS e UTC no empreendimento de construção e operação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP), na Ponta do Corujão, município de Maragojipe, no Recôncavo baiano.

Com 130 anos de experiência no ramo, a Kawasaki passou a ser proprietária de 30% do EEP e se comprometeu a transferir tecnologia e capacitar os trabalhadores locais para atuar na construção de navios, plataformas de exploração e unidades de perfuração de poços de petróleo.

Maior investimento privado em realização na Bahia, com previsão de R$ 2 bilhões até 2014, o EEP vai gerar três mil empregos diretos durante a construção e cinco mil após o início da operação, recolocando o estado no mercado da indústria naval.

Outra empresa japonesa em solo baiano é a Mitsui Gás e Energia do Brasil, que é controlada pelo grupo Mitsui & CO. Ela é sócia da Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás), concessionária estadual dos serviços de distribuição de gás natural canalizado.

Ainda durante o evento, Gabrielli recebeu o prêmio CCBJ Awards 2011, que o reconhece como executivo que mais se destacou nas relações comerciais e empresariais entre o Brasil e o Japão no ano passado.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108772 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]