Sucesso em Salvador, “Baião de nóis” é apresentado em Feira de Santana; espetáculo homenageia o centenário de Luiz Gonzaga com grandes nomes da música nordestina

O músico Targino Gondim acredita que homenagear Luiz Gonzaga é o mesmo que homenagear o Nordeste.
O músico Targino Gondim acredita que homenagear Luiz Gonzaga é o mesmo que homenagear o Nordeste.
O músico Targino Gondim acredita que homenagear Luiz Gonzaga é o mesmo que homenagear o Nordeste.
O músico Targino Gondim acredita que homenagear Luiz Gonzaga é o mesmo que homenagear o Nordeste.

O espetáculo de abertura da Celebração das Culturas dos Sertões, que contou com o Teatro Castro Alves lotado neste sábado (05/07/2012), também será apresentado no Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana, no encerramento do evento, dia 9 de maio de 2012, às 20h. O musical “Baião de Nóis”, em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga, traz ao público consagradas obras do rei do baião e músicas de autoria de grandes nomes da música nordestina. Uma orquestra, regida pelo maestro e responsável pela direção musical do espetáculo, João Omar, acompanha a apresentação dos músicos e dos atores, que traz em versos, música e interpretações, pedaços da história e do cotidiano dos sertões.

Prestigiando o evento em Salvador, o governador da Bahia, Jaques Wagner, enfatizou a importância das culturas dos sertões para as identidades baianas. “A Secretaria de Cultura apresenta uma política voltada para a valorização das culturas baianas, caminhando junto com o governo estadual para dar visibilidade a essas culturas e, concomitantemente, enfrentar as dificuldades da região”, disse o governador.

Para o secretário da Cultura, Albino Rubim, “a Bahia caminha para o fortalecimento das políticas culturais voltadas aos sertões e esse evento proporciona o encontro de diversos atores que pensam e vivem o sertão, possibilitando que passem a trabalhar conjuntamente pela valorização de suas culturas”. O diretor do espetáculo, João Omar, destacou a participação do povo nordestino para a construção do musical. “O espetáculo é feito por pessoas do Nordeste, mostrando nossas identidades através das músicas, das novenas, das rezas. É uma forma do povo se encontrar e se reconhecer”, declarou.

O músico Targino Gondim acredita que homenagear Luiz Gonzaga é o mesmo que homenagear o Nordeste. “Ele sintetizou todas as manifestações culturais da região para o país e para o mundo”, disse. Com intervenções teatrais, lembranças de Luiz Gonzaga e muita música, o público, que lotou a sala principal do Teatro Castro Alves, ovacionou os artistas. Após o espetáculo, o cantor Xangai disse que a reação calorosa do público representava a força da realidade artística dos sertões. “O evento é um marco. Os aplausos e o reconhecimento da plateia de Salvador aos artistas dos sertões mostram que somos um povo rico, com tradição e criação artística”, disse.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108756 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]