Secretário de Portos e prefeitos debatem sobre Estaleiro Enseada do Paraguaçu

Debate sobre o impacto socioeconômico positivo que a implantação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu causará à região. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Debate sobre o impacto socioeconômico positivo que a implantação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu causará à região. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Debate sobre o impacto socioeconômico positivo que a implantação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu causará à região. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Debate sobre o impacto socioeconômico positivo que a implantação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu causará à região. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

O secretário da Indústria Naval Portuária, Carlos Costa, reúne-se nesta terça-feira (22/05/2012), na cidade de Salinas da Margarida, com 15 prefeitos de municípios do entorno da Baía de Todos-os-Santos (BTS), para debater sobre o impacto socioeconômico positivo que a implantação do Estaleiro Enseada do Paraguaçu causará à região.

Uma das pautas da encontro será a visita ao Estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco, um empreendimento naval em pleno funcionamento. Segundo ele, durante a visita ao estaleiro pernambucano, os prefeitos ainda poderão conhecer o projeto a fundo, por meio de palestra que será proferida pelo diretor de implantação do empreendimento.

Marisqueiros

Na oportunidade, Calos Costa, em conjunto com representantes da Bahia Pesca que também participarão da evento, promoverá uma reunião com presidentes das associações de marisqueiros e pescadores do município, com o objetivo de ouvir as reivindicações do setor.

A ideia é qualificar a atividade de pesca de mariscos, treinando e capacitando todos os integrantes da cadeia produtiva desse setor, e implantar um selo de qualidade que assegurará ao consumidor a boa procedência do produto.

Sobre Carlos Augusto 9455 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).