PT da Bahia defende reciprocidade

Jonas Paulo: temos dialogado com todos os partidos da base, construindo parcerias sem exclusivismos e com reciprocidade.
Jonas Paulo: temos dialogado com todos os partidos da base, construindo parcerias sem exclusivismos e com reciprocidade.
Jonas Paulo: temos dialogado com todos os partidos da base, construindo parcerias sem exclusivismos e com reciprocidade.
Jonas Paulo: temos dialogado com todos os partidos da base, construindo parcerias sem exclusivismos e com reciprocidade.

Por ser o maior partido, a maior bancada federal e estadual e possuir o maior número de administrações municipais (prefeituras),  é natural que o Partido dos Trabalhadores da Bahia, PT – BA, dispute em maior número.  A avaliação é do presidente estadual do PT baiano, Jonas Paulo,  ao considerar que  a sensação de que o  “ PT quer tudo” se dá,  pela forte presença institucional e ampliação significativa das bancadas petistas no plano estadual, federal e  municipal. ” Todos são testemunha da defesa de reciprocidade. Tanto que, estamos discutindo com os aliados nas 35 principais cidades e em mais de 15; nos temos potencialmente carreado apoio à aliados.  E quando sugerimos nomes, sempre é para discussão dentro das possibilidades de apoiar ou ser apoiado”, argumentou.

Jonas Paulo defendeu a reciprocidade petista citando como exemplo; cidades estratégicas como Guanambi, Eunápolis, Porto Seguro, Paulo Afonso, Barreiras, Itabuna e Jequié . ” Portanto, as informações de que “ o PT quer tudo “, não procede.  Agora, pela forte presença institucional e nos movimentos sociais,  é claro que temos uma maior densidade, principalmente nos grandes centros. Mas no conjunto das cidades  médias e pequenas, estamos fechando o apoio a quase todos os partidos da base ; como o PR e o PMDB. O que temos feito é discutir qualquer aliança fora da base aliada com o Conselho Político, pois entendemos que as ações eleitorais devem estar direcionadas para fortalecer ainda mais a base do Governo Wagner  e o conjunto dos partidos”, justificou.

Estratégias eleitorais

Jonas Paulo informou ainda que o PT estadual, segue dialogado com todos os partidos da base, na construção de parcerias sem exclusivismos e com reciprocidade, mas alertou. “ Não devemos desconsiderar o fato de que o PT é reconhecido pelo seu tamanho. Um partido que possui 80 prefeitos, 14 deputados federais e 10 estaduais , além de mais de 400 vereadores. Portanto, possui mais dificuldades e possibilidades. Vale lembrar que todos os nossos posicionamentos , são subordinamos ao Conselho Político e estão alinhados com a estratégia nacional”.

Balanço

Jonas , também fez um balanço  altamente positivo sobre o cenário político, estratégias de alianças e táticas eleitorais, reafirmando que o  PT tem se organizado para vencer as eleições municipais, sempre com a ajuda da base aliada. “ Estamos trabalhando dentro das metas traçadas.  Não tenho dúvidas de que todos os partidos da base irão crescer junto com o PT, da mesma forma que ocorreu nas eleições parlamentares em 2010”, concluiu otimista.

Sobre Carlos Augusto 9757 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).