Prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta assina convênio com o Hospital Dom Pedro de Alcântara com objetivo de garantir manutenção do pronto socorro

"Cumprimos uma meta neste momento. Por mais que se invista na área de saúde, sempre haverá muito a se fazer para melhorar os atendimentos, principalmente os de emergência”, considerou Tarcízio Pimenta. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
"Cumprimos uma meta neste momento. Por mais que se invista na área de saúde, sempre haverá muito a se fazer para melhorar os atendimentos, principalmente os de emergência”, considerou Tarcízio Pimenta. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
"Cumprimos uma meta neste momento. Por mais que se invista na área de saúde, sempre haverá muito a se fazer para melhorar os atendimentos, principalmente os de emergência”, considerou Tarcízio Pimenta.
"Cumprimos uma meta neste momento. Por mais que se invista na área de saúde, sempre haverá muito a se fazer para melhorar os atendimentos, principalmente os de emergência”, considerou Tarcízio Pimenta. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Garantida a manutenção do pronto socorro do HDPA

A renovação do convênio no valor de mais de R$ 1 milhão entre a Prefeitura de Feira de Santana e Santa Casa de Misericórdia, mantenedora do Hospital Dom Pedro de Alcântara (HDPA), vai garantir a manutenção do pronto socorro da unidade por mais um ano. O convênio foi assinado na manhã desta terça-feira (22/05/2012) pelo prefeito Tarcízio Pimenta e o provedor da Santa Casa, Outran Borges, em solenidade realizada no auditório do hospital.

Durante o ato, o gestor municipal destacou os benefícios que a renovação do convênio vai trazer para a população feirense. “Com a parceria, estamos ajudando a manter esta unidade hospitalar de portas abertas e garantindo a prestação dos serviços à comunidade que mais precisa. Cumprimos uma meta neste momento. Por mais que se invista na área de saúde, sempre haverá muito a se fazer para melhorar os atendimentos, principalmente os de emergência”, considerou Tarcízio Pimenta.

O prefeito observou, ainda, que a instituição não visa lucro, mas apenas atender bem a comunidade. “Considero o HDPA um patrimônio importante para Feira de Santana e região. A população que depende dos serviços públicos de saúde, sobretudo aqueles relacionados aos de oncologia e cardiologia, poderão continuar buscando este hospital, que é referenciado pelas seis policlínicas e demais unidades de saúde”, frisou.

O provedor da Santa Casa de Misericórdia, Outran Borges, agradeceu ao apoio cedido pelo Governo Municipal. “É de muita importância a celebração desse convênio, que representa um grande apoio financeiro para manutenção do pronto-socorro referenciado do HDPA. Com este apoio, poderemos garantir a disponibilização de cirurgias cardíacas e serviços de oncologia, como cirurgias, quimioterapia e radioterapia, que implantaremos em breve”, destacou.

Na oportunidade, o prefeito Tarcízio Pimenta visitou as instalações da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), que tem previsão de funcionamento para julho. A solenidade do ato foi acompanhada pelos secretários municipais Fabrício Almeida (Comunicação), Wagner Gonçalves (Fazenda) e Nivaldo Vieira (Relações Interinstitucionais).

Mais uma escola contemplada com reforma 

A comunidade escolar da localidade de Boa Esperança, no distrito de Humildes, recebeu com muita alegria e satisfação o anúncio de reforma e ampliação da Escola Municipal Eurides Queiroz. A autorização para o início dos serviços foi dada pelo prefeito Tarcízio Pimenta, na manhã desta terça-feira (22/05/20102), durante visita a instituição.

A escola, que atende aproximadamente 100 alunos na Educação Infantil, oferecendo ensino do 2º ao 5º ano, possui apenas duas salas de aula e secretaria, nunca passou por uma reforma desde quando foi inaugurada, em 1988. Com a intervenção, a instituição vai ganhar mais duas salas de aula, uma cozinha, dois sanitários e o prédio antigo será totalmente reformado.

Para a coordenadora da unidade escolar, Claudia Carvalho, a intervenção na unidade representa uma grande vitória. “Foram quase 25 anos sem reforma alguma. As instalações estavam mesmo precárias e considero que a intervenção veio em boa hora. Estamos muito felizes e temos mais é que comemorar”, ressaltou.

Mãe de um dos alunos da instituição, Josélia Lúcio Vidal observou que há muito tempo conviveu com a expectativa de ver o filho estudar em uma escola com instalações modernas. “A gente sabe que a criança vai para escola mais feliz quando ela é bem arrumada, com aspecto de nova. Com certeza a motivação do meu filho agora será outra. Agradeço a Deus por sensibilizar o prefeito Tarcízio Pimenta a olhar por nós e nos dar esse presente”, considerou.

Tarcízio Pimenta, por sua vez, destacou o compromisso do Governo Municipal em investir na educação. “Estamos buscando cada vez mais promover melhorias nas escolas, pois sabemos bem que investir na educação é garantir o futuro de nossas crianças e adolescentes. Esta é uma obrigação nossa e que está sendo cumprida”, ressaltou.

Combate à violência na rede municipal

Garantir a segurança dos estudantes da rede municipal de ensino. Esta é a proposta do projeto Operação Paz nas Escolas 2012, que foi iniciado nesta segunda-feira (21). Prepostos da Guarda Civil Municipal desencadearam diversas ações no dia de ontem, com o intuito de prevenir a violência no âmbito escolar.

Pela manhã foram visitadas as escolas municipais Antônio Alves, no bairro Asa Branca, e Otaviano Costa, no Novo Horizonte. Já à tarde, os prepostos da guarda estiveram na Escola Chico Mendes, situada no Campo Limpo, inaugurada na última sexta-feira (21).

O comandante da Guarda Civil Municipal, Marcos Vinicius Alves, informa que as rondas serão realizadas nas escolas da sede e zona rural de Feira de Santana. “Com a execução do projeto constatamos uma redução no índice de violência no ambiente escolar”, assegura. Ele destaca que as abordagens são realizadas por guardas devidamente habilitados.

O projeto foi implantado no mês de abril de 2011. Durante as ações foram apreendidos revólveres, estiletes, entorpecentes, dentre outros. A Operação Paz nas Escolas inclui a realização de palestras sobre o risco do porte de armas nas unidades de ensino e informações sobre ações que podem evitar a violência dentro e fora da escola.

A iniciativa é resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev), através da Guarda Civil Municipal, e a Secretaria Municipal de Educação.

Inscrição do Pró Cultura Esporte segue até sexta

As inscrições para o Pró Cultura/Esporte seguem até esta sexta-feira (25). Os interessados em apresentar seus trabalhos devem comparecer no Departamento de Atividades Culturais, no Centro de Cultura Maestro Miro, situado no bairro Muchila I. O projeto visa resgatar as práticas educativas objetivando a valorização da autoestima e processo de socialização de crianças e adolescente da cidade.

De acordo com o coordenador de Projetos do Maestro Miro, Aelso Mata, pessoas físicas e jurídicas podem escrever seus projetos de diversas áreas, entre elas: cinema, vídeo, literatura, fotografia, artes plásticas e atividades esportivas. O programa é o único do gênero no interior da Bahia mantido através de renúncia fiscal. A Prefeitura de Feira destina 20% da arrecadação do ISS e IPTU das empresas para os projetos.

A diretora do Departamento de Atividades Culturais do Maestro Miro, Luluda Barreto, informa ainda que este ano foram disponibilizados recursos da ordem de R$ 290 mil. “Mais de 60 projetos já foram inscritos até a manhã desta terça-feira”, informa.

As inscrições podem ser feitas de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 11 horas e das 14h às 16 horas. A iniciativa é viabilizada pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), e da Fundação Cultural Egberto Tavares Costa.

Programa de Tuberculose amplia atendimentos

O Programa Municipal de Controle de Tuberculose, disponibilizado no Centro de Saúde Especializado (CSE) Dr. Leone Coelho Leda, tornou-se referência secundária e passou a acompanhar também pacientes com tuberculose multirresistente. Antes, quando funcionava apenas como referência primária, os portadores da doença que apresentavam resistência ao tratamento inicial eram encaminhados para o Hospital Otávio Mangabeira, em Salvador.

Para a coordenadora do Programa de Controle de Tuberculose, Gilca Lessa Miranda, a mudança de referência é um grande avanço para Feira de Santana. “Apenas quatro municípios baianos foram contemplados pelo Ministério da Saúde (MS) – Feira, Itabuna, Juazeiro e Barreiras. A descentralização do serviço vai garantir mais comodidade aos pacientes, pois agora não terão a necessidade de se deslocarem até Salvador. Isso representa um grande avanço para o município e revela que o programa está bem estruturado”, considera.

Segundo Gilca Lessa, o tratamento especializado para os pacientes multirresistentes requer a realização de consultas e exames laboratoriais com mais frequência. “Como são pacientes que apresentaram dificuldades na adesão ao primeiro tratamento, tendo-o abandonado por duas vezes ou mais, eles precisam de atenção especial, pois estão mais debilitados. Nossa equipe foi treinada pelo MS e está apta a prestar o atendimento a este público”, salienta.

No pavilhão do CSE onde funciona o programa, uma sala está sendo estruturada para atender a nova demanda. “Já recebemos remessas da medicação direcionada a estes pacientes, que foram enviadas diretamente pelo MS e estamos estruturando a sala, visando uma melhor organização e acolhimento dos usuários”, destaca. O transporte para conduzir os pacientes multirresistentes até Salvador era disponibilizado gratuitamente pela Secretaria Municipal de Saúde.

A tuberculose é causada pela bactéria conhecida como bacilo de Koch (BK), responsável por causar infecção no pulmão e outros órgãos. A transmissão da doença ocorre quando o doente tosse, fala ou espirra, espalhando no ar micro gotas com micro-organismo, que podem chegar ao pulmão de uma pessoa saudável. Se o tratamento, que tem duração de seis meses, for seguido de maneira correta, o paciente tem 100% de chance de cura.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9305 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).