Governo Federal vai leiloar 500 mil toneladas de milho de estoque público para abastecer áreas afetadas por estiagem e seca

O governo autorizou a venda de 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos para garantir o abastecimento.
O governo autorizou a venda de 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos para garantir o abastecimento.
O governo autorizou a venda de 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos para garantir o abastecimento.
O governo autorizou a venda de 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos para garantir o abastecimento.

O governo autorizou hoje (21/05/2012) a venda de 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos para garantir o abastecimento de cooperativas e produtores de aves, suínos e bovinos e a indústria de ração de regiões atingidas pela estiagem e pela chuva.

A venda, operacionalizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), está marcada para o dia 31 de maio e será feita por meio de leilão de Valor de Escoamento de Produto (VEP), modalidade em que o governo paga uma subvenção para que o produto seja escoado para uma determinada região em que há dificuldade de abastecimento, segundo o Ministério da Agricultura.

Desta vez, o objetivo é garantir a oferta do grão nos estados do Sul e do Nordeste afetados pela estiagem e para os da Região Norte, onde as cheias prejudicaram a produção.

O novo leilão de estoques públicos de milho foi autorizado em portaria conjunta dos ministérios da Agricultura, da Fazenda e do Planejamento, publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9746 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).