FESF-SUS realiza seu segundo concurso nacional para seleção de médico com remuneração de até R$ 11 mil

O concurso selecionará também analista administrativo-contador para cadastro de reserva.
O concurso selecionará também analista administrativo-contador para cadastro de reserva.
O concurso selecionará também analista administrativo-contador para cadastro de reserva.
O concurso selecionará também analista administrativo-contador para cadastro de reserva.

Com o lema “saúde da família, todo médico precisa fazer”, a Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS) realiza seu segundo concurso público nacional para seleção de 144 médicos para atuação nos municípios da Bahia com remuneração de até R$ 11 mil e carreira estadual.

A FESF-SUS é uma instituição integrante do Sistema Único de Saúde e realiza a gestão de serviços de saúde de modo compartilhado com os municípios do estado da Bahia, com vistas a inovações no campo da Saúde, especialmente na Atenção Básica.

O concurso selecionará também analista administrativo-contador para cadastro de reserva. O edital está publicado no site da FESF-SUS < www.fesfsus.ba.gov.br>  e no site da empresa AOCP <http://www.aocp.com.br/> responsável nacional pela seleção pública.

Inscrições | As inscrições são realizadas via internet e se encerram no dia 17 de maio. Ao preencher o Formulário de Solicitação de Inscrição, o candidato deve optar por uma das cidades para realização da prova objetiva. Na Bahia, as provas serão aplicadas em Salvador, Barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Juazeiro e Vitória da Conquista.

Em outros estados, os candidatos podem realizar as provas em Aracaju, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Maceió, Maringá, Montes Claros, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, São Paulo e Uberlândia.

As vagas para médicos estão distribuídas para 43 municípios (veja relação nos sites) e as de Analista Administrativo-Contador serão criadas no decorrer do prazo de validade do Concurso.

Sobre Carlos Augusto 9717 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).