Empresa PRIME Empreendimentos cresce apostando na construção, com qualidade e pontualidade, de condomínios e loteamentos nas cidades situadas no entorno de Feira de Santana

Otávio Galvão e Ricardo Moraes diretores da PRIME Empreendimentos celebram bons resultados e prometem que novos imóveis serão lançados. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Otávio Galvão e Ricardo Moraes diretores da PRIME Empreendimentos celebram bons resultados e prometem que novos imóveis serão lançados. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Otávio Galvão e Ricardo Moraes diretores da PRIME Empreendimentos celebram bons resultados e prometem que novos imóveis serão lançados. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Otávio Galvão e Ricardo Moraes diretores da PRIME Empreendimentos celebram bons resultados e prometem que novos imóveis serão lançados. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
“Apostamos na qualidade dos empreendimentos e na pontualidade da entrega. Empreendimentos imobiliários, localizados em São Gonçalo, a exemplo do Sítios Campo Belo, e Loteamento Vila Verde, tiveram êxito de vendas porque os nossos clientes acreditam nestes conceitos”, declara Ricardo Brito. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
“Apostamos na qualidade dos empreendimentos e na pontualidade da entrega. Empreendimentos imobiliários, localizados em São Gonçalo, a exemplo do Sítios Campo Belo, e Loteamento Vila Verde, tiveram êxito de vendas porque os nossos clientes acreditam nestes conceitos”, declara Ricardo Brito. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Otávio Henrique – Sempre há um planejamento estratégico antes do lançamento do empreendimento. Voltado não somente a parte física, como também a financeira. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Otávio Henrique – Sempre há um planejamento estratégico antes do lançamento do empreendimento. Voltado não somente a parte física, como também a financeira. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)

Empresa feirense, a PRIME Empreendimentos surgiu em 2008 com foco no setor imobiliário. Dirigida por Ricardo Morais Brito, administrador de empresa; com parceira em alguns projetos com Otávio Henrique Cordeiro Galvão, engenheiro civil; a PRIME passou por forte crescimento no segmento, ofertando imóveis em cidades no entorno de Feira de Santana, a exemplo de Governador Mangabeira, São Gonçalo, Conceição do Jacuípe e Conceição da Feira.

Voltada ao segmento de condomínios e loteamentos para a classe média e popular, a PRIME Empreendimentos contribui para o ordenamento do solo do município, ao passo em que permite às prefeituras, uma ampliação na arrecadação de tributos, a exemplo do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano). O nível de aceitação dos empreendimentos da PRIME, tem levado a empresa a expandir as atividades.

Entrevistados por Carlos Augusto, diretor do Jornal Grande Bahia, Ricardo e Otávio explicam o segredo do sucesso: “apostamos na qualidade dos empreendimentos e na pontualidade da entrega. Empreendimentos imobiliários, localizados em São Gonçalo, a exemplo do Sítios Campo Belo, e Loteamento Vila Verde, tiveram êxito de vendas porque os nossos clientes acreditam nestes conceitos”, declara Ricardo.

Jornal Grande Bahia – conheci alguns empreendimentos da Prime e fiquei curioso para saber: Como nasceu essa empresa? Como ela é gerida?

Ricardo Brito – O mercado imobiliário baiano teve um crescimento a partir do Programa Minha Casa, Minha Vida. De cinco anos para cá, novos empreendimentos começaram a surgir, com a facilidade do financiamento. A PRIME surgiu há quatro anos, em 2008, no início, atuamos como imobiliária. Posteriormente passamos por uma mudança de foco, de investimento, e passamos a trabalhar com empreendimentos próprios, condomínios loteamentos.

JGB – Qual o perfil dos empreendimentos comercializados pela empresa?

Ricardo Brito – O Campo Belo é um empreendimento de alto padrão, é um condomínio fechado, inovador na nossa região, um dos maiores empreendimentos em nível de metro quadrado. Cada lote tem cerca de 4000 m².Fica próximo da sede do município de São Gonçalo, e a 18 km de Feira de Santana.

Lançamos também outro de grande sucesso. Mas esse voltado para o público de São Gonçalo, que foi o loteamento Vila Verde. E agora, nessa parceira estamos desenvolvendo mais um empreendimento. Fazendo a parte projeto, para em setembro estar lançando em Conceição do Jacuípe. Voltado para as classes B, C e D da cidade. São lotes residenciais, e uma pequena parte de lotes é comercial. O menor lote tem aproximadamente 200 m². O empreendimento fica a apenas 1,5 km da cidade.

JGB – Você tem outros empreendimentos em curso?

Ricardo Brito – Tenho também outro empreendimento que vai ser lançado na próxima semana. Nós já pegamos a autorização com a prefeitura, recolhemos o tributo, regularizamos. Provavelmente na semana que vem a gente está fazendo uma festinha de lançamento. O empreendimento vai se chamar Caminho das Árvores, uma área muito bonita em Conceição da Feira. Essa área fica muito próxima do centro da cidade, diríamos que é a extensão do centro da cidade, fica a apenas 450 metros do centro. Serão comercializados 326 lotes, de 200 a 380 metros quadrados.

JGB – Diferente do que muitas empresas que optam pelas cidades de maior porte. Você está optando pelas cidades na faixa de 30, 40 mil habitantes, que estão na região metropolitana de Feira de Santana. O que te levou para esse mercado?

Ricardo Brito – Antes de lançar o empreendimento, pesquisa o mercado e percebemos uma carência desse tipo de produto. Isso fez com que a gente trabalhasse para desenvolver os empreendimentos, que contribuem para o ordenamento do solo do município e ampliam a renda.

JGB – Existe um problema no setor imobiliário, que é cronograma de obra. Os seus empreendimentos estão sendo entregues nos prazos contratados?

Ricardo Brito – Sim. Tudo sempre dentro do prazo contratado.

JGB – Otávio Henrique, de que maneira contribui o fato de você ser engenheiro e um dos sócios dos empreendimentos?

Otávio Henrique – Sempre há um planejamento estratégico antes do lançamento do empreendimento. Voltado não somente a parte física, como também a financeira. Então a gente tem procurado desenvolver os trabalhos dentro do planejamento. Sem fugir a isso, temos procurado seguir rigorosamente o planejamento. Até avançando um pouco dentro do cronograma, pelo fluxo de caixa que a gente está tendo.

Tenho 30 anos de formação. Fiz alguns conjuntos habitacionais com financiamento da Caixa Econômica Federal, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. Fiz um projeto de casa popular em Casa Nova, na região de Juazeiro. Alguns prédios em Itabuna, para uma classe intermediária. Então a experiência profissional é uma garantia a mais que os nossos clientes levam ao adquirir um empreendimento da PRIME.

JGB – Com relação a qualidade do empreendimento. O que você destacaria que a PRIME tem, que outras empresas não têm? O que vocês efetivamente oferecem para o cliente que investe?

Otávio Henrique –  Ter seriedade e honestidade no que está fazendo, mostrar confiança ao cliente. Então, dentro dessa confiança oferecemos a qualidade. Antes da execução desenvolvemos a parte técnica de forma consolidada.

JGB – Gostaria de terminar essa entrevista com Ricardo. Têm novidades?

Ricardo Brito – Feira de Santana está se expandindo, as pessoas sempre conversam conosco e dizem que Feira cresceu muito. Mas eu penso que Feira está no início de crescimento. Claro que a gente tem planos para Feira. Estamos desenvolvendo os estudos para apresentar um produto excepcional ao povo de Feira de Santana.

Saiba +

PRIME Empreendimentos

Telefone: (75) 3623 – 1609

Endereço: Avenida João Durval, Shopping Boulevard – Edifício Multiplace, Sala 1407

Feira de Santana – Bahia

Sobre Carlos Augusto 9456 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).