Em Feira de Santana, zona rural de Humildes será beneficiada com um trator

Além do trator, implementos e a construção de garagem para a máquina fazem parte do convênio, explica deputado Zé Neto.
Além do trator, implementos e a construção de garagem para a máquina fazem parte do convênio, explica deputado Zé Neto.
Além do trator, implementos e a construção de garagem para a máquina fazem parte do convênio, explica deputado Zé Neto.
Além do trator, implementos e a construção de garagem para a máquina fazem parte do convênio, explica deputado Zé Neto.

Na tarde desta quinta-feira (10/05/2012) a população do distrito de Humildes, em Feira de Santana, representada pela Associação União e Defesa dos Moradores de Humildes, assinou convenio com o Governo do Estado de liberação de verba para a aquisição de um trator. Na oportunidade, outras ações importantes para o desenvolvimento da comunidade, principalmente a rural, também foram anunciadas pelo deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa, Zé Neto, e pela sub-secretária da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional, Eliana Boaventura.

Disponibilizados pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), com o acompanhamento e supervisão de seu escritório regional em Feira de Santana, o convenio de mecanização agrícola é da ordem de R$ 123 mil. Além da compra do trator, implementos e a construção de uma garagem para a máquina fazem parte do convênio. A CAR dará apoio técnico à associação em todo o processo, inclusive na gestão das atividades. “Esse convenio é importante porque vai trazer uma ferramenta de trabalho para que possam aumentar a produtividade e consequentemente o poder aquisitivo dessa comunidade”, disse Edineide Queiroz, diretora regional da CAR em Feira de Santana.

Ações de ampliação de tanques para o abastecimento de água, limpeza de aguadas e outros também foram anunciados como parte do programa do Governo Federal para ações de combate à seca.

“É direito de vocês terem ferramentas e espaço para desenvolver seus trabalhos. A vinda do trator é um passo importante para que possamos pensar que a gente pode. O trator tem que resolver as coisas do dia a dia e temos também que estimular a produção. Isso é só o começo. A ordem da presidenta Dilma é trabalhar. Façam o projeto que a gente faz o que for necessário para que vocês possam trabalhar”, disse Zé Neto ao incentivar a criação de ações que beneficiem atividades que possam remunerar a comunidade.

Eliana Boaventura saudou a riqueza da região de Feira de Santana e, ratificando as palavras de Zé Neto, salientou o projeto de transformação social que é o cerne dos Governos Federal e Estadual. “Feira é uma cidade rica, bonita de se viver, o que falta é projeto. O Governo Wagner e Dilma tem projeto e Feira deve participar desse plano”, disse.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).