Deputado federal ACM Neto critica colega e concorrente Nelso Pellegrino durante convenção do PTN

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
ACM Neto: “Hoje, a educação vive dois momentos diferentes. Um em Salvador, onde o secretário da pasta, João Carlos Bacelar, e a prefeitura concederam somente este ano um reajuste que variou de 22% a 52%. E outra rede estadual, que vai mal. Estamos há quase 50 dias com a greve dos professores."
ACM Neto: “Hoje, a educação vive dois momentos diferentes. Um em Salvador, onde o secretário da pasta, João Carlos Bacelar, e a prefeitura concederam somente este ano um reajuste que variou de 22% a 52%. E outra rede estadual, que vai mal. Estamos há quase 50 dias com a greve dos professores."
ACM Neto: “Hoje, a educação vive dois momentos diferentes. Um em Salvador, onde o secretário da pasta, João Carlos Bacelar, e a prefeitura concederam somente este ano um reajuste que variou de 22% a 52%. E outra rede estadual, que vai mal. Estamos há quase 50 dias com a greve dos professores."
ACM Neto: “Hoje, a educação vive dois momentos diferentes. Um em Salvador, onde o secretário da pasta, João Carlos Bacelar, e a prefeitura concederam somente este ano um reajuste que variou de 22% a 52%. E outra rede estadual, que vai mal. Estamos há quase 50 dias com a greve dos professores.”

Na presença do pré-candidato do PT à prefeitura de Salvador, Nelson Pellegrino (PT), o deputado ACM Neto (DEM) lamentou, em discurso feito na convenção que homologou a direção estadual do PTN, realizada neste sábado (27/05/2012), no centro de convenções do Hotel Pestana, a greve dos professores na Bahia. Ele comparou a situação da rede estadual com a municipal, comandada pelo secretário João Carlos Bacelar – que foi mantido na presidência do PTN na convenção -, no que se refere à valorização do magistério. O prefeito João Henrique (PP) também estava presente.

“Hoje, a educação vive dois momentos diferentes. Um em Salvador, onde o secretário da pasta, João Carlos Bacelar, e a prefeitura concederam somente este ano um reajuste que variou de 22% a 52%. E outra rede estadual, que vai mal. Estamos há quase 50 dias com a greve dos professores. As escolas estão paradas. Talvez se João Carlos fosse o secretário, a greve não tivesse acontecendo”, afirmou o democrata.

ACM Neto afirmou que o PTN vem dando uma grande contribuição a Salvador na área da educação. “João Carlos Bacelar está tendo a oportunidade de mostrar sua competência e capacidade à frente da educação”, elogiou o democrata. Também participaram da convenção o pré-candidato do PP à prefeitura, deputado federal João Leão, e o presidente do PMDB na Bahia, Lúcio Vieira Lima.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113537 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]