As moedas de troca no momento são as vice-presidências dos bancos oficiais, diz Targino Machado, sobre adesão de César Borges ao Governo Rousseff

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Deputado estadual Targino Machado criticou a ida do ex-senador César Borges, presidente estadual do PR, para a vice-presidência de Governo do Banco do Brasil.
Deputado estadual Targino Machado criticou a ida do ex-senador César Borges, presidente estadual do PR, para a vice-presidência de Governo do Banco do Brasil.

O deputado estadual Targino Machado criticou nesta tarde de terça-feira (15/05/2012) a ida do ex-senador César Borges, presidente estadual do PR, para a vice-presidência de Governo do Banco do Brasil, no lugar de Ricardo Oliveira. De acordo com o parlamentar, os interesses dos baianos estão ficando para trás com essas escolhas.

“As moedas de troca no momento são as vice-presidências dos bancos oficiais. Agora, alcançaram a vice-presidência de Governo do Banco do Brasil. Esses cargos, por suas naturezas, já demonstram o tamanho daqueles que os aceitam. Abandonam os colegas que estiveram aqui a fazer-lhes esteira, abandonam o povo da Bahia e entregam os interesses do estado a um governo inoperante e preguiçoso. Trocam-se por um punhado de moedas e vão ser vice-presidentes de interesses do governo. Todo mundo, na verdade, está atrás de uma merenda, de uma boquinha”, disse.

Para ele, o povo da Bahia precisa continuar atento em relação aos problemas enfrentados no estado nesta gestão do governador Jaques Wagner.

“Lá em Brasília são PT e aqui querem ser, de forma disfarçada, oposição, para tentar enganar o povo. Ocorre que o povo da Bahia está atento. Sei que é muito difícil ser oposição, pois já entrei no décimo quarto ano como deputado de oposição, mas vou continuar nesta luta, acreditando que assim poderei emprestar de forma mais clara e transparente o meu serviço e mandato aos interesses da Bahia. Não estou à venda e não me venderei para ninguém”, afirmou.

Sobre Carlos Augusto 9654 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).