CODES instala Observatório em homenagem a Milton Santos

Batizado em homenagem ao geógrafo Milton Santos, um dos maiores intelectuais baianos, falecido em 2001, o Observatório da Equidade Social terá como meta realizar o cruzamento das estatísticas e informações dos diferentes bancos de dados acerca da realidade social da Bahia.
Batizado em homenagem ao geógrafo Milton Santos, um dos maiores intelectuais baianos, falecido em 2001, o Observatório da Equidade Social terá como meta realizar o cruzamento das estatísticas e informações dos diferentes bancos de dados acerca da realidade social da Bahia.
Batizado em homenagem ao geógrafo Milton Santos, um dos maiores intelectuais baianos, falecido em 2001, o Observatório da Equidade Social terá como meta realizar o cruzamento das estatísticas e informações dos diferentes bancos de dados acerca da realidade social da Bahia.
Batizado em homenagem ao geógrafo Milton Santos, um dos maiores intelectuais baianos, falecido em 2001, o Observatório da Equidade Social terá como meta realizar o cruzamento das estatísticas e informações dos diferentes bancos de dados acerca da realidade social da Bahia.

O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia (Codes), vinculado à Secretaria de Relações Institucionais (Serin), instala na quinta-feira (10/05/2012) o Observatório Milton Santos da Equidade Social, durante seminário que será realizado a partir das 8h30 na Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem). Segunda Câmara Temática do Codes, o Observatório terá a participação de representantes de órgãos públicos e de entidades da sociedade civil para realização de estudos que subsidiem a formulação de políticas para o enfrentamento das desigualdades sociais.

Batizado em homenagem ao geógrafo Milton Santos, um dos maiores intelectuais baianos, falecido em 2001, o Observatório da Equidade Social terá como meta realizar o cruzamento das estatísticas e informações dos diferentes bancos de dados acerca da realidade social da Bahia, promovendo o acompanhamento e aprimoramento das ações e políticas de governo.

Com a presença de conselheiros e conselheiras do Codes, além de integrantes de secretarias estaduais e dos movimentos sociais, o seminário contará com palestra do economista e educador Marcos Arruda, presidente do Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (Pacs), que abordará novos conceitos como o índice de Felicidade Interna Bruta (FIB) e a conexão dos atuais indicadores socioeconômicos com as metas do desenvolvimento estabelecidas pelo ONU.

Ainda antes do debate, os pesquisadores Herton Ellery Araújo, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), vinculado à Presidência da República, e Armando Castro, da Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos, autarquia da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), que apresentarão os últimos estudos sobre a questão da pobreza e das desigualdades no Brasil e na Bahia.

Antes do Observatório Milton Santos da Equidade Social, o Codes já havia instituído, em março, a Câmara Temática Desenvolvimento e Sustentabilidade. Até o final do ano, estão previstas câmaras voltadas para áreas como agricultura, infraestrutura e formação profissional e tecnológica.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9374 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).