Aprovada urgência para votação do projeto de empréstimo de US$ 700 milhões para desenvolvimento de políticas públicas na Bahia

Deputado Zé Neto explica que crédito externo junto ao BIRD será destinado, dentre outros, à inclusão sócio-produtiva e infraestrutura no interior do estado. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Deputado Zé Neto explica que crédito externo junto ao BIRD será destinado, dentre outros, à inclusão sócio-produtiva e infraestrutura no interior do estado. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Deputado Zé Neto explica que crédito externo junto ao BIRD será destinado, dentre outros, à inclusão sócio-produtiva e infraestrutura no interior do estado. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Deputado Zé Neto explica que crédito externo junto ao BIRD será destinado, dentre outros, à inclusão sócio-produtiva e infraestrutura no interior do estado. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

A urgência para votação do Projeto de Lei 19.824/2012 – que visa a contratação de crédito externo no valor de US$ 700 milhões junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) a ser destinado ao desenvolvimento de políticas públicas – foi aprovada na noite desta terça-feira (22) pela Assembleia Legislativa da Bahia.

Assim, pelo Regimento da Casa, o projeto já pode ser votado na segunda sessão deliberativa após a aprovação da urgência, na próxima semana.

“Esse recurso vem com o objetivo de trazer para a Bahia o fortalecimento de programas estruturantes, o esforço da inclusão sócio-produtiva, o desenvolvimento de infraestrutura social, física e institucional para o crescimento sustentável do estado e fortalecer de forma decisiva o planejamento da gestão do setor público”, explica o deputado estadual líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT).

O crédito servirá de apoio ao Programa de Inclusão e Desenvolvimento Socioeconômico do Estado da Bahia (PROINCLUSÃO) e ao pagamento de dívida interna com a União.

Assim, de acordo com Zé Neto, esse movimento de busca de recursos é feito para melhorar a condição financeira do estado. “Se fizermos uma gestão melhor da dívida, vamos ter mais capacidade de ampliação de empreendimentos, de recursos, de investimentos e esse é o papel, nesse momento, de nosso Governo”.

Segundo ele, a infraestrutura, principalmente, no interior da Bahia, será um dos itens prioritários no momento da aplicação deste crédito. “Agora vamos ter mais recursos para o desenvolvimento da infraestrutura, do interior para que possa se desenvolver, gerar economia, gerar mercado, gerar arrecadação, para que a gente tenha no desenvolvimento do interior a possibilidade de vermos esse estado produzindo e tendo condição financeira de não depender, quase que exclusivamente, da Região Metropolitana de Salvador, onde está localizada, praticamente, 80% de toda a arrecadação de todos os recursos provenientes e necessários para a gestão do estado”.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9321 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).