Vídeo produzido pela ATP Engenharia comprova desvio da Avenida Nóide Cerqueira, em Feira de Santana

Curva proposta pela ATP Engenharia, com objetivo de desviar o eixo retilíneo da Avenida Nóide Cerqueira, ligando com a Rua Nova Esperança.
Curva proposta pela ATP Engenharia, com objetivo de desviar o eixo retilíneo da Avenida Nóide Cerqueira, ligando com a Rua Nova Esperança.
Curva proposta pela ATP Engenharia, com objetivo de desviar o eixo retilíneo da Avenida Nóide Cerqueira, ligando com a Rua Nova Esperança.
Curva proposta pela ATP Engenharia, com objetivo de desviar o eixo retilíneo da Avenida Nóide Cerqueira, ligando com a Rua Nova Esperança.

O Governo da Bahia, através da CONDER (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia), contratou ao custo de aproximadamente R$ 500 mil a ATP Engenharia, com objetivo de desenvolver o projeto executivo da Avenida Nóide Cerqueira (Prolongamento da Av. Getúlio Vargas), situada em Feira de Santana. A construção e urbanização da via, com extensão de 8 Km liga o eixo da Getúlio Vargas ao retorno viário da BR 324, situado nas proximidades do Parque de Exposições João Martins.

Um vídeo com qualidade técnica questionável, produzido pela ATP Engenharia e apresentado durante audiência pública no dia 29 de março (2012), não deixa dúvidas com relação à mudança do traçado retilíneo original. Com 2 minutos e 14 segundos de exibição, o vídeo mostra uma mudança de curso de aproximadamente 60 graus. Na imagem fica claro o abandono do traçado retilíneo atual da Nóide Cerqueira, para um traçado diagonal, que após algum tempo, entra em uma rua paralela à Avenida Nóide Cerqueira. Segundo nossas fontes, trata-se da Rua Nova Esperança.

Com 2 minutos e 59 segundos de exibição, o vídeo apresenta de forma clara a distância do leito da Nóide Cerqueira, para o novo traçado projetado pela ATP Engenharia. No vídeo, também é apresentada uma área denominada de Shopping. Ou seja, o desvio beneficiou pessoas interessadas em construir um Shopping Center, além do proprietário do terreno.

Câmara debate

Os vereadores feirenses José Carneiro Rocha e Justiniano Franç, repercutiram na seção de ontem (02/04/2012) na Câmara Municipal, a denúncia apresentada pelo Jornal Grande Bahia, na matéria ‘Em Feira de Santana, projeto executivo da Avenida Noíde Cerqueira é modificado para atender interesses imobiliários’. Carneiro comenta: “Estão querendo desviar o projeto original, estreitando a Avenida Nóide Cerqueira. Além disso, fazendo uma ‘avenida caracol’, de entradas e mais entradas”. Enquanto Justiniano alerta: “Então, a gente não pode aceitar essas modificações, visto que Feira de Santana terá um grande prejuízo.”.

AL-BA questiona

Os deputados estaduais oposicionistas, Carlos Geilson e Targino Machado, ambos filiados ao PTN, fizeram pronunciamento na seção de ontem na Assembleia Legislativa. Carlos Geilson criticou as alterações feitas pelos técnicos da CONDER e solicitou que a Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo aprove um requerimento, para que os técnicos da Companhia possam levar à Assembleia Legislativa da Bahia o projeto e explicar o porquê da modificação do original.

O Targino Machado explica que: “A maneira mais fácil para ligar dois pontos é uma linha reta. No projeto original, desenvolvido pelo ex-prefeito Zé Ronaldo e a CONDER, com o intuito de reduzir custos, a Avenida Noíde Cerqueira teria um traçado retilíneo, com a largura de 45 metros, obedecendo às dimensões da Avenida Getúlio Vargas. Alteraram para 37 metros, o que provocará dificuldades viárias no futuro para a cidade, além de modificarem o traçado para a avenida passar no Cemitério Jardim Celestial, atendendo, certamente, apelos empresariais, bem como foi feito um ângulo de curva de descida, contrariando o projeto original, para desviar de uma baia de cavalos, situada na propriedade de um arquiteto. Tudo isso para preservar a baia de cavalos, que deve ter jóquei muito importante”.

Papel dos vereadores

Representantes do interesse popular, a Câmara de Vereadores deve convocar técnicos da ATP Engenharia, da CONDER, e o secretário municipal de planejamento, além de um técnico oriundo dos quadros acadêmicos da UEFS, ou da UFBA para debater o traçado proposto pelo Governo do Estado, em audiência pública. É importante salientar que existe um projeto básico desenvolvido pela Prefeitura de Feira de Santana, que foi entregue ao Governo do Estado. Segundo nossa fonte, este projeto foi modificado pela ATP Engenharia, e ao que tudo indica, sem justificativa plausível.

Confira o vídeo

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9303 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).