Biblioteca do IPAC da Bahia muda de endereço

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Considerada a melhor e mais bem equipada biblioteca do Pelourinho, a Manuel Querino sai do Solar Ferrão, mas continuará na mesma rua, a Gregório de Mattos, agora já na casa nº 29, um casarão colonial.

Quem já passou pela Rua Gregório de Mattos, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador (CHS), onde acontecem shows no Largo Pedro Archanjo, e estão localizados o Instituto Mauá, Museu Tempostal e Afoxé Filhos de Gandhy, com certeza já viu também o Solar Ferrão. É lá que estava instalada a Manual Querino, considerada a mais bem equipada biblioteca do Pelô.

Por motivos técnicos e para receber melhor os seus visitantes, a biblioteca que é administrada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) – autarquia da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) – estará de portas fechadas para mudança de casa até 13 de abril de 2012. A nova casa que receberá a biblioteca tem quatro pavimentos, detém estilo arquitetônico barroco-colonial e também é do IPAC.

Fundada em outubro 1972, a Biblioteca Manuel Querino é referência quando se trata de acervo na área de história da Bahia e de preservação de bens culturais. Desde 2008, ela ocupa um espaço no Centro Cultural Solar Ferrão, que passou por ampla reforma para receber o acervo.

Foi também neste período que ela passou a se chamar Manuel Querino, em homenagem ao professor, antropólogo e escritor de mesmo nome. Ele nasceu em Santo Amaro da Purificação, a 150 km de Salvador, deixando vasto registro da cultura africana no Brasil, através da coleta em fontes orais, em livros como Costumes Africanos no Brasil, além de artigos publicados em jornais na época.

O acervo da biblioteca do IPAC é especializado em história da Bahia, antropologia, arquitetura, urbanismo, arte, artesanato e sociologia. É composto por cerca de 80 livros antigos que são solicitados até por especialistas de outros estados do Brasil.

Entre as raridades se destaca o livro Memória do Estado da Bahia de autoria de Vicente Vianna e editado em 1893. Criada na gestão do antropólogo Vivaldo da Costa Lima, em 1972, teve a bibliotecária Regina Celia Santos Zobiak como sua primeira diretora.

Mais informações sobre a biblioteca do IPAC e seu funcionamento, através do telefone (71) 3116.6945 ou pelo endereço eletrô[email protected]

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109907 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]