Vereador David Neto alerta para despejos de dejetos no Rio Jacuípe, na altura da cidade de Riachão. Confira debate da Câmara de Feira

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Além da poluição local, o Rio Jacuípe está sofrendo também por dejetos lançados em seu leito no município de Riachão do Jacuípe. O alerta está sendo feito pelo vereador David Neto.

“Tenho a informação de que o esgoto do município de Riachão do Jacuípe é despejado no Rio Jacuípe”, afirmou. Em Feira de Santana, segundo ele, o esgoto de bairros como Feira X, Viveiros, Gabriela, entre outros também despeja seus dejetos no rio.

O vereador apela aos empresários e políticos para o combate à poluição. Para David Neto, o Rio Jacuípe poderia ser uma ótima opção de lazer e, consequentemente, ponto turístico de Feira de Santana, caso fosse revitalizado.

Crime organizado migra do Sul e Sudeste para Feira de Santana

“Os assaltos a bancos no interior do estado estão deixando claramente que o crime organizado parece que veio, infelizmente, para o nosso Estado, em especial para Feira e região circunvizinha”. A declaração é do vereador Maurício Carvalho, que em discurso na Câmara, esta semana cobrou mais investimentos para a área da segurança pública.

Maurício desconfia que qadrilhas organizadas estão deixando o Sul e Sudeste do país em direção à Bahia “para praticar crimes bárbaros”.

Líder da bancada governista municipal, Maurício lamentou a morte do seu amigo comerciante Fernando Silva da Purificação, 45 anos, executado com vários tiros na última segunda-feira, em Feira de Santana.

Segundo o vereador, era um homem íntegro, de caráter reto, que vivia para servir a comunidade. Ele disse que a autoria e os motivos para o homicídio são desconhecidos, uma vez que Fernando, que residia no povoado de Pé de Serra, distrito Maria Quitéria, não tinha inimigos. O comerciante deixa a esposa, três filhos e uma comunidade inteira de luto”.

Ainda em seu discurso, o líder governista declarou: “a greve da PM passou, mas parece que a violência cresceu; as pessoas estão inseguras”.

Prefeitura e Embasa assinam convênios dia 15 para ampliar abastecimento na zona rural

Convênios entre a Embasa e a Prefeitura de Feira de Santana, para execução do Projeto de Ampliação do Sistema Integrado de Água dos distritos João Durval Carneiro (Ipuaçu) e Bonfim de Feira, na localidade de Caboronga, vão ser assinados no próximo dia 15. A notícia foi dada com entusiasmo, esta semana, pelo vereador Roque Pereira.

“O esforço que o secretário de Agricultura Ozeny Moraes fez é de tirar o chapéu. Junto com o prefeito, ele lutou muito para conseguir o parecer técnico da Embasa no tocante a execução do projeto”, disse o vereador, reconhecendo o empenho dos dirigentes municipais.

Os investimentos, afirma o vereador, irão contribuir para amenizar o sofrimento das comunidades rurais provocado pelos longos períodos de estiagem, a exemplo da sede do distrito de Ipuaçu, onde a água fornecida atualmente é de má qualidade.

Roque observa que o Governo Federal dispõe de um projeto “muito bom” de implantação de cisternas, para a captação e armazenamento de água de qualidade para consumo humano e produção de alimentos. Todavia, salientou que poucos moradores da zona rural têm poços artesianos, em vista disso, cobrou o abastecimento de água por carro-pipa no período de estiagem.
Na oportunidade, Roque solicitou do Exército e da Secretaria de Prevenção à Violência uma contribuição em relação ao sofrimento das comunidades rurais. Em sua opinião, a Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos não tem condições de atuar sozinha.

Mulheres com passagem relevante por Feira de Santana destacadas por pesquisador

Mulheres que, ao longo da história de Feira de Santana, deixaram sua marca em ações importantes para o desenvolvimento da cidade, nas mais diversas áreas. Esse foi o tema da palestra da professora Lélia Vitor Fernandes, na Câmara Municipal, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, quinta-feira (08/03/2012).

Pesquisadora, presidente da Academia de Letras e Artes de Feira de Santana, ex-secretária de Educação do Município e atual diretora do Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, a professora Lélia foi bastante aplaudida pela plateia.

Em seu discurso, destacou algumas feirenses que se projetaram nas áreas profissional, cultural, social e educacional de Feira de Santana. Alguns exemplos por ela mencionados:

Georgina Erismann, poeta e autora do Hino à Feira; Laura Ribeiro Lopes, primeira geógrafa da cidade; Ângela Maria Queiroz, idealizadora da EARTE; Lindaura Falcão de Azevedo, primeira mulher médica feirense; Rute Torres Lopes, primeira odontóloga; Norma Suely Mascarenhas, primeira vereadora eleita; Edelvira de Oliveira, mestra da Língua Portuguesa e Maria do Socorro Pitombo, primeira mulher jornalista (diplomada) feirense.

Lélia abordou também conquistas da mulher ao longo da história da humanidade e os problemas que ainda hoje são enfrentados por elas para garantir seu espaço na sociedade.

Contou a história sobre a origem do Dia Internacional da Mulher, em 1857, com o incêndio de uma fábrica em Nova Iorque que resultou na morte de uma centena de operárias, como forma de ressaltar o sofrimento da mulher, no decorrer do tempo, para conquistar seu espaço e, ao mesmo tempo, superar preconceitos.

Evidenciou a ascensão da mulher nas diversas áreas da sociedade, homenageando aquelas que foram “verdadeiras heroínas anônimas, lutadoras, condignas de memória por ter se distinguido ou se tornado célebres”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115083 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.