Polícia registra mais três mortes em Feira de Santana

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Durante a noite desta quarta-feira (14/03/2012) a polícia civil de Feira de Santana realizou três levantamentos cadavéricos. O número de homicídios no mês foi elevado para 25, enquanto no ano 115 assassinatos já foram contabilizados pela Delegacia de Homicídios.

Claudiano Oliveira Miranda, 33 anos, que residia na rua Espírito Santos no bairro da Queimadinha morreu após baleado em uma unidade de saúde .

A vítima estava coversando com a namorada em frente a residência quando foi baleado por dois homens em uma motocicleta Honda Fan, 125 de cor vermelha .

Ainda na mesma noite, Moíses Cerqueira Miranda, 41 anos, que morava na rua Itacimirim no loteamento Agrovila no bairro da Mangabeira foi baleado por homens desconhecidos.

O vigilante veio a óbito na emergência do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), após ser submetido a uma intervenção cirúrgica.

Morreu na emergência do HGCA, Fabiano dos Santos Silva, 22 anos foi vítima de tiros e queimaduras em quase 90% do corpo no domingo (11/03/2012), após ter a casa invadida por desconhecidos.

Segundo parentes, o jovem estava na companhia de Filipe de Oliveira Santana, 15 anos, residente na rua C, no loteamento Agrovila Mangabeira.

De acordo com a ocorrência policial, eles tiveram seus corpos parcialmente queimados por três homens que invadiram uma residência na localidade Vila Verde, no bairro Feira X, em Feira de Santana.

Felipe também foi alvejado com três tiros, segundo populares que prestaram socorro as vítimas até a unidade de saúde.

Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Policia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Família cobra mais uma vez elucidação de chacina em distrito

Familiares do autônomo Hércules Araújo Lima, que foi assassinado junto com outros dois jovens, no dia 4 de agosto do ano passado, em Feira de Santana, estiveram na 2ª delegacia para cobrar da Polícia Civil a elucidação do crime. A chacina aconteceu em uma estrada da localidade conhecida como Fazenda Mocó, no distrito de Maria Quitéria.

As vítimas morreram dentro de um veículo Voyage, que foi incendiado. Além de Hércules, foram mortos os irmãos Garcia Caboclo Júnior, de 23 anos, e Jonilson do Nascimento Cabolclo, de 21 anos.

Segundo a irmã de Hércules, Daniela Araújo Lima, a investigação do caso está sendo prejudicada pela demora do Departamento de Polícia Técnica na emissão de documentos como laudo cadavérico. Por isso, a família de Hércules ingressou com uma representação criminal contra a direção do órgão.

Daniela e a mãe, Eunice Araújo Lima, foram atendidas pelo delegado Madson Sampaio, que investiga o caso. “O delegado está com dificuldades para dar continuidade ao caso para enviar o inquérito ao Ministério Público. Um dos fatores que está impedindo o trabalho é a falta da documentação que deve ser expedida pelo DPT”’, disse Daniela

Apesar de a chacina ter ocorrido no início do mês de agosto, a liberação dos corpos para sepultamento só ocorreu em novembro. Como os corpos estavam completamente carbonizado, já que o reconhecimento dos corpos só foi possível através de exames de DNA, feitos no DPT de Salvador.

Familiares dos jovens dizem não saber o que provocou o crime. “Não conseguimos encontrar uma explicação. Hércules era trabalhador e nunca teve envolvimento com coisas ilícitas”, disse Daniela Araújo Lima a reportagem na tarde desta quarta-feira(14/03/2012).

Número de ambulâncias do Samu em Feira de Santana está abaixo do recomendado

Das 103 ambulâncias do Samu em Salvador, apenas 36 estão circulando. O Sindicato dos Funcionários do serviço diz que, por causa disso, o tempo para atender à população dobrou. A direção do Samu afirma que faltam médicos na capital para trabalhar nas ambulâncias.
No interior do estado, a realidade do Samu é bem semelhante à de Salvador. Em algumas das principais cidades, o número de ambulâncias em funcionamento também está abaixo do que é recomendado pelo Ministério da Saúde.

Com 600 mil habitantes, Feira de Santana, localizada a cerca de 100 km de Salvador, tem seis ambulâncias do Samu. Esse número é considerado baixo já que, segundo o Ministério da Saúde, a média deve ser de uma ambulância para cada 50 mil habitantes. Para seguir essa recomendação seria necessário o dobro de ambulâncias na cidade. O serviço deve ser regionalizado neste semestre, passando a atender outros 27 municípios baianos. A frota de ambulâncias vai aumentar para 25 e uma nova sede será construída em Feira de Santana.

“Nossa maiores preocupações vão ser em relação ao número de ocorrências, que vai aumentar, porque a gente vai aumentar o número de municípios para atender”, afirma Marilia Pimentel Almeida, uma das médicas do Samu em Feira de Santana.

Já Vitória da Conquista, na região sudoeste, tem 300 mil habitantes e cinco ambulâncias do Samu. Pela indicação do Ministério da Saúde, a cidade deveria ter seis ambulâncias do serviço. Mesmo assim, a coordenação do Samu no município diz que o atendimento é bom. São 136 funcionários e um tempo de resposta das solicitações de seis minutos.
Na região oeste, em Barreiras, a coordenação do Samu afirma que as três ambulâncias também atendem bem à população de 140 mil habitantes. O serviço é novo na cidade, tem apenas três anos. Por isso, as ambulâncias ainda estão em bom estado de conservação.

Em Juazeiro, na região norte da Bahia, há dez ambulâncias do Samu. O número é suficiente para a população, que é de 200 mil habitantes. A coordenação do órgão diz que cinco carros estão em manutenção. No depósito de veículos da prefeitura de Juazeiro, há seis ambulâncias totalmente abandonadas.

Na região sul do estado, em Itabuna, três ambulâncias estão em operação, coordenador administrativo do Samu, Reinaldo ferreira, diz que precisa de mais carros. Segundo ele, as ambulâncias não param. A procura pelo serviço é muito alta na cidade, que 220 mil habitantes. O atendimento do Samu na região é estendido a até cem quilômetros de Itabuna, em rodovias que cortam o município. “Ficam pessoas aqui em Itabuna necessitando das ambulâncias. O município fica sendo descoberto pelas ambulâncias”, afirmou o coordenador administrativo do Samu, em Itabuna.

A situação fica ainda mais complicada quando uma das ambulâncias quebra ou vai para a revisão. Na semana passada, duas delas foram enviadas para a concessionária, em Vitória Da Conquista, e só havia uma para substitui-las. Na tentativa de melhorar o atendimento, os socorristas usam motos para chegar mais rápido aos locais dos chamados. “Nos momentos de pico do trânsito de Itabuna, a moto serve também como batedor. A gente vai adiantando um pouco o trânsito, ajudando a abrir sinalizando, para poder facilitar o atendimento”, disse o socorrista João Avelino.

A coordenação do Samu de Juazeiro informou que das seis ambulâncias mostradas, abandonadas no depósito da prefeitura, quatro serão leiloadas e as outras duas recuperadas.

Seis tiros: homem é assassinado e outro sai ferido

No inicio da tarde desta quarta-feira (14/03/2012), dois homens desconhecidos montados em uma motocicleta de dados ignorados assassinaram um homem e deixou outro baleado, na rua Bartolomeu de Gusmão, no bairro Moradas das Árvores, nas proximidades da Praça Principal.

Cledson de Jesus Santos, 20, que residia na rua Miranópolis bairro Campo Limpo, não resistiu e morreu no local, enquanto a outra vítima, que foi baleada com três tiros, não foi identificada.

Segundo testemunhas, as vítimas seguiam para o trabalho, cada um conduzindo uma bicicleta, quando os dois motoqueiros se aproximaram, e o carona, de arma em punho, deflagrou vários tiros, acertando seis vezes a cabeça de Cledson e três no tórax da outra vítima.

Testemunhas ainda afirmaram que o segundo homem conseguiu correr e se libvrar dos motoqueiros e em seguida foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

A Polícia Técnica procedeu o levantamento cadavérico do corpo de Gledson Santos, que foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será necropsiado e liberado para sepultamento. No mês de março este é o 22º homicídio registrado pela Polícia Civil.

Várias peças de roupas foram recuperadas pela Guarda Municipal

Após receber uma denúncia anônima, a Guarda Municipal de Feira de Santana encontrou as margens da rodovia diversas peças de roupas, próximo ao Grupamento do Corpo de Bombeiros, bairro Tomba em Feira de Santana.

De acordo com Marcos Vinicius, Comandante da Guarda as 153 calcas e 195 camisas foram localizadas próximo de um lixão. As roupas podem ter sido roubadas de alguma loja, mas o fato já estar sendo investigado pela polícia.

As peças recuperadas foram encaminhadas na manhã desta quarta-feira (14/03/2012) para Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DRFR), sob o comando do delegado André Ribeiro.

PM em ação: Menores acusados de vários assaltos

Dois adolescentes com idades de 16 e 17 anos foram apreendidos depois de uma série de assaltos praticados em Feira de Santana. Segundo ocorrência registrada na delegacia, os menores tomaram de assalto várias bolsas, celulares e uma motocicleta.

Eles foram detidos depois de perseguição policial na manhã desta quarta-feira (14/03/2012), por policiais da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). Os adolescentes residem na Rua Nova estavam de posse de dois revólveres calibre 38.

A primeira ação da dupla ocorreu no bairro das Baraúnas onde roubaram uma motocicleta. Logo depois, eles agiram em outros bairros como Sobradinho onde assaltaram vários trabalhadores.

Os irmão foram encaminhados à Casa de Atendimento Sócio Educativos Juiz Melo Matos, em Feira de Santana.

Vigilante é raptado e deixado sem roupas em BR

Uma ocorrência muita estranha foi registrada na 2ª Delegacia no final de tarde desta terça-feira (13/03/2012) em Feira de Santana.

De acordo com o queixoso Itamar Ferreira de Lima, ele foi raptado por quatro homens armados, e foi obrigado a entrar no porta malas de um veículo, e em seguida foi levado para a zona rural do município . Segundo o vigilante, ele ficou por quatro dias trancado em uma casa e sem poder se alimentar.

Depois alguns dias, Itamar foi colocado novamente no porta malas de um carro e deixado despido às margens e de uma BR, próximo de Feira de Santana.

Segundo o queixoso, com ajuda de um caminhoneiro conseguiu chegar ao Centro de Abastecimento em Feira. Após conseguir roupas e se vestir, ele foi registrar queixa do fato ocorrido na delegacia da polícia civil.

Vereadora Eremita presta queixa na polícia contra presidente de associação

Na manhã desta quarta-feira (14/03/2012), a vereadora Eremita Mota registrou queixa contra Claúdio Pereira que é líder comunitário em Feira de Santana. No Complexo Policial Investigador Bandeira, ela alegou que foi vítima de difamação e calúnia.

A vereadora estava de posse de declarações do presidente da Associação dos Blocos que foi registrada no programa Subaé Notícias no final do mês de fevereiro. Ela ratificou em entrevista ao repórter Denivaldo Costa que estará ingressando na justiça contra Pereira.

O fato

Durante sessão na Câmara Municipal de Feira de Santana, desta terça-feira (13/03/2012), a vereadora Eremita Mota (PDT) disse estar se sentindo ameaçada pelo líder comunitário e presidente da Associação dos Blocos Micaretescos, Claudio Pereira. O motivo seria um desentendimento antigo por causa de um projeto, de autoria da parlamentar, que mudou o nome de uma rua no bairro Caseb.

Eremita é acusada por Claudio de ter falsificado assinaturas de um abaixo-assinado dos moradores, anexado ao projeto. O caso está sendo investigado no Ministério Público. Por causa da polêmica, os dois trocam acusações, frequentemente, em entrevistas à imprensa.

“Estou processando ele por isso. Ele vai ter que provar na Justiça se eu fiz ‘falcatrua’ e se coloquei o nome de alguém no abaixo-assinado. Ontem ele estava aqui [na Câmara], me ameaçando. Se eu tivesse um ‘macho’, um homem com coragem, ele não estaria fazendo isso”’, declarou a vereadora, em pronunciamento na Câmara.

Claudio Pereira negou que tenha ameaçado a vereadora. “Não tenho como ameaçar ninguém. Ela está falando isso porque está com raiva, já que eu fui ao Ministério Público e a promotora fez a lei ser revogada”, disse o líder comunitário, que preside uma associação de moradores do bairro Caseb.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110032 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]