Pescadores de Camaçari terão barcos para pesca oceânica

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A maratona da 26ª edição da Seagri Itinerante começou na manhã desta terça-feira (20/03/2012) em Monte Gordo/Camaçari com a discussão de demandas dos agricultores, apicultores e pescadores/piscicultores da região. Dentre os assuntos debatidos, a efetiva construção e instalação de equipamentos da unidade de beneficiamento da Cooperativa de Pescadores de Camaçari (Coopesc), a emissão do Selo de Inspeção Estadual (SIE), e a ampliação da capacitação para pescadores que vão trabalhar na unidade e operar as primeiras embarcações de pesca oceânica, que estão sendo construídas.

O secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, confirmou que o Estado, em parceira com o Ministério da Pesca e Banco do Nordeste do Brasil (BNB) está construindo quatro embarcações para pesca em mar aberto, destinadas aos pescadores das cooperativas de Camaçari e Itacaré. Os barcos estão sendo confeccionados pelo Estaleiro Phoenix, empresa alagoana, com previsão de entrega para agosto deste ano.

As primeiras embarcações serão entregues à Coopesc, atendendo cerca de 50 pescadores que serão capacitados pela Bahia Pesca para a utilização dos barcos. Com investimentos na ordem de R$ 5,35 milhões, o primeiro contrato de financiamento para a construção dos dois barcos para pesca oceânica foi firmado entre a Bahia Pesca, o Banco do Nordeste (BNB) e o Ministério da Pesca e da Aqüicultura.

Segundo o conselheiro titular do Conselho Nacional de Aqüicultura e Pesca e diretor-administrativo da Cooperativa dos Pescadores de Camaçari, Ajax Tavares, a intenção é adaptar a unidade às normas técnicas, garantindo a emissão do SIE. Para comercializar para outros estados é necessário ampliar nossa capacitação. Precisamos treinar esses pescadores, que vão sair da pesca artesanal para a pesca oceânica”.

O treinamento dos profissionais tem carga horária de 400h e irá capacitá-los na utilização de equipamentos de navegação como GPS, ecossonda, rádio VHF e SSB, cartas náuticas, bússola e rádiogoniômetro. Os pescadores aprenderão também a manejar, conservar, estocar e refrigerar o pescado a bordo e no desembarque.

A Associação de Apicultores e Piscicultores de Lagoa Seca, representada por Samuel Carvalho, apresentou como pleito a utilização da Barragem de Santa Helena para criação de peixes em tanque rede. Em relação ao pleito, o secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, levará a demanda ao conhecimento da Embasa e da Secretaria do Meio Ambiente para melhor encaminhamento.

Os produtores solicitaram ainda a distribuição de kits para apicultura, mudas de fruteiras e sementes de feijão e milho. O pedido para a construção de uma casa de farinha será encaminhado para avaliação da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

De acordo com o diretor-técnico da Bahia Pesca, Jorge Figueiredo, está sendo construída uma unidade de beneficiamento de pescado em Arembepe, no município de Camaçari, onde será feito o beneficiamento do peixe oriundo tanto da pesca artesanal quanto na piscicultura familiar. A medida pretende apoiar os produtores e reduzir, significativamente, as dificuldades de comercialização da região.

Referente às demandas dos apicultores, o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado da Bahia (Adab), Paulo Emílio, informou do painel temático sobre sanidade apícola e polinização, que ocorrerá durante a III Conferência Nacional em Defesa Agropecuária, no período de 23 a 27 de abril, no Centro de Convenções de Salvador, e ressaltou a importância da participação dos produtores apícolas do Estado.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108850 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]