ALBA: Partidos da Oposição ingressam com nova ação contra ViaBahia

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Está lá, no Programa de Exploração Rodoviária (PER) da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), órgão subordinado ao Ministério dos Transportes: o atendimento médico das estradas federais sob concessão da iniciativa privada deve ser feito in loco, com profissionais capacitados para socorrer os usuários e, posteriormente, encaminhá-los ao hospital mais próximo. A Via Bahia, que já enfrenta uma ação popular na Justiça Federal movida pela bancada de oposição por não prestar um serviço adequado aos baianos na BR-324, não cumpre a regra e, segundo denúncia publicada hoje na Tribuna da Bahia, não dispõe de médico para atender motoristas e passageiros.

“Isso é motivo para uma nova ação popular contra a Via Bahia, que deixa os motoristas e passageiros que pagam pedágio à mercê da própria sorte. A concessionária deve garantir a permanência de médico 24 horas, enfermeiro, técnico de enfermagem e motorista socorrista”, disse o vice-líder da oposição, deputado Bruno Reis (PRP). “Vamos também encaminhar representação ao Ministério Público Federal (MPF) e ofício à ANTT alertando sobre o problema”, acrescentou o parlamentar.

De acordo com a matéria da Tribuna, motoristas e passageiros que sofrem acidentes na estrada, que liga Salvador a Feira de Santana, só serão atendidos por um médico quando derem entrada numa unidade hospitalar. Comunicado sobre a situação, o presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindmed), Francisco Magalhães, informou que o atendimento as vítimas de acidentes ocorridos na área administrada pela Via Bahia deve ser realizado por médicos contratados pela concessionária com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ainda de acordo com Magalhães, os motoristas que se sentirem prejudicados devem realizar denúncia junto ao Ministério Público Federal. “Por ser uma área privatizada é obrigatório que além do técnico de enfermagem, o enfermeiro exista a presença de um médico capacitado durante 24 horas. Como pode um técnico realizar uma função pela qual não foi capacitado? Caso aconteça um acidente e a vítima necessite ser entubada, apenas um médico pode realizar o procedimento correto”, afirmou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112712 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]