Novo site oferece ferramentas para jornalistas que cobrem temas de interesse público

Jornalistas que cobrem temas de interesse público passam a ter acesso a novas tecnologia.
Jornalistas que cobrem temas de interesse público passam a ter acesso a novas tecnologia.
Jornalistas que cobrem temas de interesse público passam a ter acesso a novas tecnologia.
Jornalistas que cobrem temas de interesse público passam a ter acesso a novas tecnologia.

Há pouco mais de uma semana no ar, o novo site Reporters’ Lab pretende oferecer aos jornalistas ferramentas, técnicas e pesquisas para melhorar a cobertura de temas de interesse público, cobrar responsabilidade dos governos e preservar o jornalismo investigativo.

O Reporters’ Lab — oficialmente chamado Project for the Advancement of Public Affairs Reporting — é baseado no Centro DeWitt Wallace para Mídia e Democracia da Universidade de Duke.

“A ideia é que muitos outros sites então focados em a) ferramentas para a publicação de matérias e para lidar com as redes sociais ou b) ferramentas para programação e desenvolvimento de sites”, disse Sarah Cohen, fundadora do Reporters’ Lab, vencedora do Prêmio Pulitzer e Knight Professor of the Practice of Journalism and Public Policy da universidade de Duke, ao Centro Knight para o Jornalosmo nas Américas. “O nosso site, por sua vez, é completamente voltado para o repórter que cobre matérias de interesse público, como um repórter de política local ou um repórter investigativo de uma veículo de imprensa regional”, acrescentou.

O site oferece um software de código aberto e outras ferramentas tecnológicas para ajudar tais repórteres. O primeiro recurso já está disponível para download: TimeFlow, uma ferramenta visual para ajudar os jornalistas a criar cronologias e acompanhar tendências.

Além disso, o Reporters’ Lab produz um blog de notícias e críticas sobre técnicas de reportagem, contribuindo para pesquisar o “que um dia possa auxiliar a reportagem investigativa”. Há ainda um fórum de discussão.

Os repórteres que cobrem temas de interesse público, disse Cohen, são “pessoas cheias de trabalho (…) e sem tempo para se tornar programadoras. Ao contrário, eles precisam de ajuda para ser mais produtivos. Então, estamos trabalhando em busca de formas de lidar com grandes quantidades de documentos e com problemas comuns encontrados nos arquivos das agências governamentais e como extrair mais informações dos tantos veículos que precisamos monitorar”.

*Com informações de Summer Harlow, do Centro Knight.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112620 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]