Marialvo Barreto denuncia: Feira de Santana tem 42 chupa-cabras e limites de velocidade que confundem o motorista

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

O trânsito de Feira de Santana tem 42 chupa-cabras (dispositivo de controle de velocidade) e vários limites de velocidade, o que confunde o motorista. As observações são do vereador Marialvo Barreto. Eles afirma que existem avenidas com três velocidades 60, 50 e 40 quilômetros. Ele acha que isso é uma “indústria de multas sem vergonha”.

O petista informou que na Avenida Paulista, em São Paulo, a velocidade é 80 quilômetros por hora, em Salvador 70 e, em Feira de Santana, 40 quilômetros em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal, na BR 116 Norte.

Na opinião do vereador, tem gente querendo acumular dinheiro. “Eu me sinto acuado na cidade e já comprei um GPS. Vou pedir a um assessor para que me ajude a cadastrar os locais onde existem os ladrões legalizados, multando a gente”, afirmou.

Defensas instaladas pelo DNIT prejudicam passagem de pedestre na entrada do Feira VI

A colocação de defensas (muretas de proteção) na BR 116 Norte – em frente à entrada do conjunto Feira VI – em Feira de Santana, pelo Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNIT), está sendo alvo de críticas pelo vereador Marialvo Barreto- PT.

O equipamento, segundo o vereador, acaba com uma passagem para pedestres. Marialvo fez o protesto na sessão desta segunda-feira (12) da Câmara Municipal.

O vereador afirmou que o engenheiro que autorizou o serviço é muito fraco e precisa fazer um curso de relações humanas.

“Na frente de um conjunto querer, na tora, tapar a passagem das pessoas, é um absurdo”, disse ele. “Vá fazer um curso de relações humanas”, recomendou.

Moradores do conjunto Feira VI reagiram à medida e fizeram um protesto contra o DNIT. Marilvo parabenizou a comunidade pela manifestação e disse que espera por uma solução.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113881 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]