Equipe de pesquisadores da EBDA confirma bons resultados com homeopatia em caprinos

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A equipe de pesquisadores da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), órgão vinculado à Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), após 180 dias de análises, utilizando apenas medicamentos homeopáticos, em 60 caprinos do semiárido, concluiu e divulgou, recentemente, os resultados da pesquisa. O trabalho faz parte do projeto Avaliação de Medicamentos homeopáticos e extratos Vegetais no Controle da Linfadenite Caseosa, principal doença que acomete os caprinos, conhecida também como Mal do Caraço.

Segundo os pesquisadores da EBDA, Farouk Zacarias e Antonio Vicente Dias, o próximo passo é repassar para os criadores o resultado das observações, os produtos e medicamentos homeopáticos, como também o melhor tratamento e manejo sanitário para cada animal. Com este objetivo, EBDA realizou ontem (07/03/2012), no auditório da Uneb, em Juazeiro, uma apresentação para criadores de caprinos dos municípios de Casa Nova, Uauá, Sento-Sé, Curaçá e Juazeiro.

De acordo com os pesquisadores, esses municípios têm como tradição a criação de caprinos e ovinos, principalmente na forma extensiva. “A explanação foi fundamentada nos tratamentos em face do Mal do Caraço e contém, também, orientações técnicas e medicamentais de prevenção, para os animais já infectados com a doença – que é uma zoonose e pode ser passada para o ser humano -; esses receberão o tratamento medicamentoso homeopático e terão o acompanhamento dos veterinários da EBDA em suas propriedades”, esclareceu Farouk Zacharias.

Vantagens

A pesquisa com produtos homeopáticos foi realizada na Estação Experimental da EBDA em Pilar, distrito de Jaguarari, e concluiu que nos animais infectados com a doença, o caroço não estourava, fato que propicia a infecção em outros animais, através do contato dentro dos currais, e também os tratadores quando o manejo é mal realizado.

“Observamos que o medicamento homeopático contribuiu para que o organismo do animal absorvesse naturalmente o caroço. Para a saúde do caprino é fundamental esse processo, pois não há agressão ao animal, ao contrário do processo antigo, quando era realizado uma intervenção cirúrgica para retirada dos caroços”, explicou o veterinário. Para o criador, a importância deste trabalho e devido a preservação da pele do animal, sem apresentar característica da doença, valorizando comercialmente o produto.

Outros resultados exitosos com homeopatia em caprinos também foram repassados aos criadores participantes do encontro na Uneb, destacando o controle da Verminose e a Eimeriose, doença parasitária causada por um protozoário.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112950 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]