Em Camaçari, movimento grevista endurece com Luiz Caetano e tem apoio de vice-prefeita

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Os servidores grevistas alegam que Camaçari é uma cidade que possui a maior renda da Bahia, mas que isso não se reverte em melhorias para a população e nem no bem estar de seus servidores.

Os servidores municipais de Camaçari seguem em greve. Até agora, as negociações com o poder público municipal. De acordo com informações do presidente do Sindicato dos Servidores, Sinval Cerqueira, a prefeitura está adiando a decisão e empurrando o movimento com a barriga. “Eles mantiveram a proposta de apenas 6,5% quando o que pedimos é um reajuste salarial de 46,14%, vale refeição, auxílio para bolsa-universitária, plano de saúde e habitação”, informou Sinval. A próxima reunião de negociação foi marcada pela prefeitura para a próxima segunda-feira (12). Para a vice-prefeita Teresa Giffoni (PSDB), o movimento pode endurecer porque o prefeito Luiz Caetano (PT) “traiu” o funcionalismo público municipal.

“O PT foi eleito pregando melhores condições salariais e de trabalho aos servidores. Esse foi um dos motivos que me levaram a aceitar ser vice de Caetano quando a gente fechou a chapa do PSDB com o PT no último pleito. Mas, no poder, Caetano traiu os servidores e hoje prega a mesma política perversa do governador Jaques Wagner. Esse reajuste proposto pela prefeitura não corresponde sequer a aumento real. É só a inflação do período”, afirmou a tucana. Ela lembrou que até os vereadores da base aliada do prefeito não compareceram na sessão de ontem da Câmara com “vergonha” e “medo” de encarar o funcionalismo. Só estavam presentes os vereadores Zé de Elísio (PP), Jorge Curvelo (DEM) e Elinaldo (DEM).

Os servidores grevistas alegam que Camaçari é uma cidade que possui a maior renda da Bahia, mas que isso não se reverte em melhorias para a população e nem no bem estar de seus servidores. Entre as reivindicações estão: reajuste salarial de 46%; política habitacional; ticket e vale transporte, ajuda universitária e plano de saúde para todos os servidores. Por sua vez, a prefeitura diz que só tem condição de oferecer um reajuste com base na inflação do ano de 6,5% que estuda o orçamento e tentará um acordo na próxima reunião.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108836 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]