Deputado Targino Machado declara: As cidades baianas sofrem com a falta de autoridade

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Preocupado com os problemas na segurança pública no estado da Bahia, o deputado Targino Machado, líder do bloco parlamentar PTN/PSC/PRP, na Assembleia Legislativa, voltou a pedir melhorias neste ponto ao governo estadual. O parlamentar revelou as mazelas sofridas pelo aumento do índice de violência em São Gonçalo dos Campos, cidade em que nasceu, pela falta de autoridades no município.

“A população de São Gonçalo já não pode, como outrora, colocar nas calçadas das suas residências cadeiras para conviver com vizinhos e familiares, isso em decorrência da onda de violência que invadiu a cidade nos últimos cinco anos. As cidades baianas sofrem com essa falta de autoridade. Lá não tem delegado ou quando tem é de forma precária, porque ele aparece de forma extemporânea. O ilustre representante do Ministério Público em São Gonçalo, que é o advogado do povo, não mora na cidade. Embora, extinto Ipraj tenha construído uma confortável casa, com quatro suítes, para hospedar os juízes titulares da comarca, essa encontra-se fechada e abandonada. Uma demonstração inequívoca de como se aplica mal o dinheiro do povo da Bahia. Faz-se necessário que as autoridades, notadamente os Juízes, Promotores e Delegados de Polícia, residam nas cidades”, disse.

Para ele, é fundamental desconstituir a imoralidade em todos os três poderes.

“Precisamos abrir as entranhas dos Poderes. Precisamos acabar com essa imoralidade de cartões de credito corporativos do Governo Federal, com gastos sigilosos. Os gastos secretos atingiram entre 2009 e 2011, a bagatela de R$ 89.7 milhões, o que corresponde a quantia de apenas 41 % do total das despesas realizadas pelas autoridades. Por isso que eu digo: não tem salvação. Eliana Calmon neles, para desconstituir a imoralidade em todos os Poderes, seja ele Legislativo, Executivo e Judiciário. Sendo que este último é o mais corrupto, protegido pelo corporativismo, verdadeira Maçonaria e por uma caixa preta intransponível”, falou.

Ainda segundo Targino, seu mandato continuará pautado na luta pela melhoria da vida dos baianos.

“Não vou recuar. Vou continuar fazendo meu mandato nesta linha. Eu quero ler, em um futuro próximo, um relatório do Conselho Nacional de Justiça à respeito do Poder Judiciário na Bahia, apontando mazelas de tantos magistrados e desembargadores que a Justiça baiana hospeda”, finalizou.

 

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108786 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]