Presidente da Associação Comercial de Feira de Santana compara centro da cidade a uma favela

Armando Sampaio, presidente da Associação Comercial de Feira de Santana.
Armando Sampaio, presidente da Associação Comercial de Feira de Santana.
Armando Sampaio, presidente da Associação Comercial de Feira de Santana.
Armando Sampaio, presidente da Associação Comercial de Feira de Santana.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (ACEFS), Armando Sampaio, comentou sobre a ocupação indiscriminada do solo do centro da cidade. Para Armando, a organização do espaço passa por um processo de urbanização que implica não somente nas barracas, mas na falta de equipamentos como hidrantes, postos policiais e telefones públicos. Ele sugeriu que essa urbanização seja feita por especialistas no assunto e citou exemplo de outras cidades equivalentes ou menores que Feira de Santana que conseguiram se organizar.

“Da forma que está não é bom nem para o comércio formal como também para o informal. A cidade está empurrando com a barriga há muito tempo uma solução definitiva para o assunto”, declarou Sampaio.

Aramando conclui a avaliação informando que o centro da cidade de Feira de Santana é “um lixo, uma grande favela”, destacando que uma ocorrência de incêndio de uma loja na Rua Sales Barbosa poderá se tornar uma tragédia, se vier a ocorrer em dia de atividade comercial.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111159 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]