União Europeia arrecada 3 bilhões de euros com emissão de títulos para socorrer Portugal e Irlanda

A Comissão Europeia colocou hoje (09/01/2012) no mercado 3 bilhões de euros em títulos de dívida a longo prazo, com base no mecanismo europeu de estabilização financeira, para conceder novas parcelas de ajuda a Portugal e a Irlanda.

De acordo com a comissão, que fez a operação em nome da União Europeia (UE), a forte procura dos títulos de dívida, com vencimento em 30 anos e juros de 3,75%, é uma prova da confiança dos mercados na UE, e permitirá que Portugal e Irlanda recebam, cada um, mais de 1,5 bilhão de euros. Investidores da Alemanha (70%) se destacaram na compra dos papéis.

Esta foi a primeira emissão de dívida do ano da UE, que em 2011 recolheu 28 bilhões de euros para o mecanismo europeu de estabilização financeira em sete transações.

Ainda hoje, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, se reunirão para discutir os temas que serão tratados na reunião de Conselho Europeu de 30 de janeiro. Eles irão sugerir que seja adotado um imposto sobre transações financeiras para a UE, o que consideram ser uma resposta à crise financeira que assola os países da organização internacional.

Merkel e Sarkozy debateram ainda a implementação do novo pacto fiscal decidido na reunião do conselho de dezembro, que inclui sanções automáticas para países que violem os limites do endividamento fixados no Tratado de Constituição da União Europeia.

Os dois mandatários europeus disseram esperar que ocorra um acordo definitivo na reunião de 30 de janeiro, sobre a implementação desse novo pacto fiscal e do novo imposto, para que eles possam ser adotados até 1º de março.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).