População de Abaré comemora volta do prefeito Delísio com grande festa

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Milhares de pessoas estiveram presentes no evento que marcou o retorno do prefeito de Abaré, Delisio Oliveira (PMDB), à administração do município, na noite do último sábado (07/01/2012), na Praça de Eventos da cidade. A comemoração contou com a presença do deputado federal e presidente do PMDB da Bahia, Lúcio Vieira Lima, e do deputado estadual Pedro Tavares (PMDB), que festejaram juntamente com os abareenses a liminar deferida pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lawandowisk, que determinou o retorno imediato do prefeito e do vice-prefeito Manoel Campos ao cargo. “Nunca desanimei, sempre acreditei primeiro em Deus e segundo na Justiça”, disse o prefeito emocionado, na presença também de vereadores e correligionários.

De acordo com o documento deliberado por Lewandowski, a concessão da liminar faz-se ainda necessária tendo em vista que, desde o afastamento do prefeito eleito, três vereadores já assumiram a titularidade da prefeitura, com a possibilidade de assunção ao cargo pelo quarto vereador.

“Impressionam, portanto, na espécie, as múltiplas e indesejáveis alternâncias no comando do Executivo que lançam o Município de Abaré em um gravíssimo quadro de instabilidade político-administrativa provocado pelo déficit de legitimidade democrática daqueles que, embora eleitos para o Legislativo, alternam, sucessivamente, na chefia do Executivo local”, relata o presidente do TSE.

Entenda o caso 

Prefeito e vice foram afastados do cargo, em outubro do ano passado, após denúncia de que ambos teriam violado o art.73, §10, da Lei das Eleições, quando realizaram a distribuição de camisas com a logomarca da prefeitura para estudantes participantes e para a comissão organizadora dos jogos estudantis, realizados durante o mês de julho do ano eleitoral.

No documento, Lewandowski destacou diversas decisões proferidas no processo, tanto no âmbito da Justiça Eleitoral baiana (apesar de ter sido cassado pelo TRE-BA, eles haviam sido absolvidos em primeira instância, pelo juiz eleitoral), quanto no próprio TSE (decisão da ministra Nancy Andrighi, posteriomente cassada, havia autorizado a permanência no cargo), de que “as ‘Olimpíadas Escolares’ acontecem desde o ano de 2006, sendo bastante provável, ainda, que as camisas, sem qualquer referência à candidatura do requerente, foram distribuídas de forma restrita aos estudantes e à comissão organizadora do evento”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9615 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).