José Carlos Aleluia provoca ao comparar Jaques Wagner com o personagem bíblico Pôncio Pilatos, com relação à demissão de Mario Negromonte

Charge de Jaques Wagner como personagem histórico Pilatos.
Charge de Jaques Wagner como personagem histórico Pilatos.
Charge de Jaques Wagner como personagem histórico Pilatos.
Charge de Jaques Wagner como personagem histórico Pilatos.

“O governador Jaques Wagner revela seu lado ‘Pilatos’. Avalizou o nome de Mário Negromonte para ministro das Cidades, defendeu intransigentemente a sua manutenção no cargo e agora, diante das inúmeras acusações que pesam sobre seu afilhado, lava as mãos”, diz o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia.

Para o líder democrata, a queda do ministro é um clamor nacional e será bem recebida por todos. “De qualquer maneira, é lamentável para a Bahia, sexta economia e quarto colégio eleitoral do País, a cada dia que passa ter sua importância política diminuída no cenário nacional. Fato que se confirma no noticiário da imprensa nacional. No último domingo, o jornal O Globo destacou em matéria de página a indiscutível liderança do governador pernambucano Eduardo Campos no Nordeste”.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).