Falta de planejamento urbano colabora para prejuízos causados pela chuva, diz professor

O professor e geotécnico da Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Maurício Erlich disse hoje (11/01/2012) que há uma série de medidas preventivas que podem evitar situações trágicas causadas pelos temporais no país. Para ele, o ideal é investir mais em planejamento urbano e evitar a ocupação em áreas de encostas.

Em entrevista o professor analisou de forma geral os episódios de deslizamentos de terra e alagamentos registrados em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e até em São Paulo nos últimos dias.

“O ideal seria que tivesse planejamento urbano em nossas cidades. Existem certas áreas que são problemáticas, onde deveria ser evitada [a ocupação]. Há problemas que a engenharia poderia resolver, porém, em outros casos, há baixo investimento, como o que diz respeito à ocupação que acaba fazendo com que mais pobres passem a morar em áreas de risco”, disse o professor.

De acordo com Erlich, as medidas de prevenção devem incluir propostas para que as áreas de encostas não sejam usadas para moradia. Uma opção, sugerida por ele, é transformar essas regiões em locais turísticos e com a segurança devida. “Nesses locais haveria mais investimentos [garantindo] uma qualidade de vida melhor, reserva florestal, área de lazer. Mas o grande problema é que falta planejamento urbano”, destacou.

Erlich acrescentou que é necessário “investir mais” para garantir segurança aos moradores. “No Brasil, as pessoas saem construindo casa de qualquer jeito fazendo aterro inclusive com lixo, cortando vegetação, e a população vivendo cada vez mais e pior”, disse.

*Com informações: Agência Brasil

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107981 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]