VIABAHIA participou de reunião com deputados na Assembleia Legislativa da Bahia

Encontro tratou de esclarecer aos deputados estaduais as responsabilidades da concessionária

A VIABAHIA Concessionária de Rodovias S/A compareceu a uma reunião promovida pela Comissão de Direitos do Consumidor, da Assembléia Legislativa da Bahia, na manhã de ontem (14/12), que teve como objetivo esclarecer as responsabilidades da concessionária para os deputados estaduais e demais lideranças. Quem presidiu a sessão foi o deputado Pedro Tavares e o vice Cacá Leão.

A sessão começou com a apresentação do Diretor Superintendente da VIABAHIA, José Carlos Navas Fernandes, que detalhou as especificidades do contrato, o quanto já foi investido na rodovia, inclusive antes da entrada em operação das praças de pedágio e quais as melhorias propostas para o 3º ano de concessão. “Estamos aqui hoje nesta casa para prestar todos os esclarecimentos que se fizerem necessários e tirar eventuais dúvidas do contrato que assinamos com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)”, explicou Navas. “A população precisa conhecer quais obras estão sendo realizadas e o quanto já investimos nas rodovias BR-116 e BR-324. Um exemplo são nossas quinze bases de apoio aos usuários e nossa frota de resgate, guincho, inspeção viária e demais mecanismos que contribuíram e muito para a redução dos impactos causados pelos acidentes que eram registrados antes da nossa entrada em operação”, completou.

Dentre os assuntos relevantes, alguns parlamentares perguntaram sobre o cronograma de obras da VIABAHIA e quando serão concluídas as mais importantes. Navas respondeu dizendo que nesses primeiros dois anos de assunção do contrato, a concessionária precisou realizar os trabalhos iniciais, que estavam definidos para seis meses, mas que, devido à situação na qual se encontravam as rodovias, teve que posterga-lo para dez meses.

Depois de terminado esse prazo, a concessionária iniciou, em julho deste ano os trabalhos de recuperação estrutural profunda das rodovias que deve ser concluído até o final do quinto ano de concessão, ou seja, até o final de 2014. O diretor também explicou que é no terceiro ano da concessão, ou seja, em 2012 que a Opinião Pública poderá ver na prática as obras de grandes dimensões, pois o trâmite para obtenção das licenças ambientais e todo o projeto de engenharia já estarão prontos para execução efetiva, citando como exemplo a duplicação de um trecho de 84 quilômetros da BR-116 sul, que vai da cidade de Feira de Santana até a cabeceira do Rio Paraguaçu. “Aconteceu assim em todas as rodovias concessionadas do Brasil. Nos primeiros dois anos não dá para resolver todos os problemas e as soluções só aparecem a partir do terceiro ano, mas a população tem os seus direitos de cobrar o imediatismo. É para isso que trabalhamos”, explica o diretor. A VIABAHIA se comprometeu a retornar à Assembleia Legislativa da Bahia antes dos festejos juninos para mostrar os avanços atingidos pela concessionária nos próximos seis meses.

Outros assuntos também foram discutidos como: 

Trechos críticos da BR-324 

A VIABAHIA relatou aos participantes da reunião que o trecho crítico da BR-324 está situado nos primeiros dez quilômetros da rodovia, saindo e chegando a Salvador. Navas enumerou quatro grandes estraves que ocasionam engarrafamentos nessa região: o trecho conhecido como o da Brasilgás; a Estação Pirajá; a entrada para o Porto Seco e a entrada para o bairro de Águas Claras/Cajazeiras. Nestes locais há um subdimensionamento das vias, que reflete diretamente no fluxo de veículos da rodovia. A concessionária já entrou em contato com os órgãos públicos municipais de infraestrutura para realizar uma parceria, com o intuito de auxiliar a sanar os problemas dessas regiões.

Lixos nas rodovias 

Outro ponto comentado pelo diretor da VIABAHIA e compartilhado por todos foi a grande quantidade de lixo urbano depositado às margens das rodovias, em lugares onde não há o recolhimento de resíduos domésticos. Essa prática pode causar o entupimento do sistema de drenagem, ocasionando alagamentos nas pistas.

Obras de duplicação da BR-116 e do Anel de Contorno Sul de Feira de Santana 

A VIABAHIA informa que já recebeu a Licença de Instalação do IBAMA para dar início às obras de duplicação de um trecho de aproximadamente 85 quilômetros, que vai da cidade de Feira de Santana até a cabeceira do Rio Paraguaçu.

No anel de contorno de Feira de Santana, a VIABAHIA é a responsável contratualmente pela duplicação do trecho sul, de aproximadamente 6,7 quilômetros. Contudo, a concessionária apresentou alternativas para a ampliação desse escopo, por entender as especificidades daquela região e os impactos causados aos usuários. Uma delas abrange, inclusive, a absorção total do anel de contorno pela concessionária. Essas alternativas foram entregues à ANTT, que é o órgão responsável por autorizar alterações contratuais.

Esclarecidos todos os questionamentos, a VIABAHIA se colocou à disposição das autoridades para a discussão dos assuntos pertinentes. No encerramento da reunião, o Deputado Estadual Cacá Leão elogiou a postura e a apresentação da VIBAHIA, destacando que a casa legislativa está sempre aberta para os esclarecimentos necessários e que as melhorias na BR-324 já podem ser sentidas por todos que trafegam, mas que outras obras ainda precisam ser feitas para deixar a rodovia em um padrão de qualidade exigido e cobrado por quem desembolsa o pedágio. Ideia compartilhada por todos os participantes, incluindo o diretor da VIABAHIA, José Carlos Navas Fernandes, que encerrou seu discurso dizendo que seu corpo técnico de engenheiros e assistentes têm trabalhado diariamente para atender aos anseios da população.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109691 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]