Empresário estaria prejudicando artistas feirenses na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, afirma Ailton Mô. Confira notícias da PMFS

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Artistas da música feirense estão sofrendo discriminação, na hora de receber pagamento pelas suas apresentações, em eventos promovidos pela Prefeitura de Feira de Santana. É o que afirma o vereador Ailton Araujo, o Ailton Mô.

Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (14/12/2011) da Câmara Municipal ele chamou a atenção do prefeito Tarcízio Pimenta e do secretário da pasta de Cultura, Esporte e Lazer, Euclides Artur, para o fato, que considera “da maior gravidade”.

“Estou triste com este problema que me foi relatado”, disse o vereador, ao iniciar seu pronunciamento na Tribuna da Casa da Cidadania. Sem citar nomes, para evitar eventuais problemas de retaliação contra esses artistas, Ailton Mô declarou ter ouvido a reclamação de vários artistas locais.

“Faço, neste momento, uma crítica construtiva ao Governo. Alguns artistas tocaram em eventos como a Expofeira, missa de Jaguara, entre outros, e ainda não receberam”, ressaltou o vereador. Segundo ele, um determinado empresário, cujo nome ele não mencionou, estaria dificultando a remuneração desses profissionais da música.

Conforme Ailton Mô, “este empresário, que faz moradia na sede da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer”, teria dito a alguns músicos que procuraram o vereador para reclamar que “não resolve nada”. Integrante da bancada governista, o vereador disse que existe “tráfico de influência” por parte do empresário, na contratação e pagamento dos artistas.

E comunicou que pretende levar o fato ao conhecimento de Tarcízio: “Vou apresentar essa situação ao prefeito e pedir que faça uma intervenção. Tem banda que recebe antes de tocar, outras recebem com 15 dias ou um mês; outras esperam meses. Vou entregar uma lista ao prefeito, que não deve ter conhecimento disso”.

Bastinho comemora implantação de padaria comunitária no bairro Queimadinha

O vereador José Sebastião, conhecido entre os amigos como Bastinho da Queimadinha, está comemorando uma importante conquista para famílias carentes do bairro que ele representa politicamente. A Prefeitura está instalando, naquela região, a primeira padaria comunitária do Município.”

Conseguimos, através da Prefeitura de Feira de Santana, a instalação da primeira padaria comunitária do Município. Vai funcionar em parceria com o Projeto Esporte e Cidadania”, disse o vereador, em emocionado discurso na Tribuna da Casa da Cidadania.

Ele observa que cerca de 260 crianças devem ser beneficiadas pelo programa. “Era um sonho, a realização deste projeto, que ainda este ano estará em execução”. Para Bastinho, trata-se de uma das iniciativas mais importantes, de cunho social, da administração do prefeito Tarcízio Pimenta.

“Quero agradecer ao prefeito, em nome daquela comunidade. E espero que essa experiência, que com certeza será muito bem sucedida no bairro Queimadinha, possa servir de modelo para outras áreas carentes do nosso município”, declarou.

Bastinho, oriundo de família pobre, é um entusiasta dos investimentos públicos na área social. “Essa é uma forma de proporcionar trabalho e renda para famílias que necessitam do apoio do poder público. Toda essa juventude envolvida no Projeto Esporte e Cidadania vai ter a oportunidade de ajudar os pais na renda familiar”, avalia.

Câmara encerra período ordinário, mas faz sessão extraordinária próxima terça

A Câmara de Feira de Santana realizou nesta quarta-feira (14/12/2011) a última sessão ordinária de 2011. Em razão de ainda não ter sido votado o Projeto de Lei que estabelece o Orçamento Municipal para o próximo exercício, o presidente Antônio Francisco Neto convocou os vereadores para sessão extraordinária na próxima terça-feira.

De acordo com a Lei Orgânica, os vereadores não podem encerrar as atividades legislativas no ano enquanto não tiver sido aprovado o Orçamento. Portanto, não começa nesta quinta-feira (15), como previsto, o recesso de fim de ano.

O Projeto de Lei Orçamentária já foi aprovado em primeira discussão. Mas antes da segunda votação recebeu emendas do vereador Justiniano França e do líder governista Maurício Carvalho, na segunda-feira, e teve que retornar às comissões competentes, para que sejam exarados pareceres.

Não há previsão de quantas sessões extraordinárias devem ser realizadas, neste mês de dezembro. Além do Orçamento, há possibilidades de que outros projetos de iniciativa do Poder Executivo sejam colocados em apreciação ainda este fim de ano.

Na sessão de hoje, os vereadores aproveitaram, por se tratar da última de caráter ordinário no ano, para fazer discursos de agradecimento pelo apoio recebido no atual exercício, da comunidade, imprensa e dos servidores da Casa.

Durante esta última sessão ordinária do período, o presidente da Câmara, Antônio Francisco Neto, fez um relato das principais ações desenvolvidas no Legislativo, em 2011, primeiro ano de sua gestão à frente da Mesa Diretora.

O conteúdo dos pronunciamentos desta quarta-feira vai ser destaque nos próximos boletins da Assessoria de Comunicação Social da Casa da Cidadania.

Lulinha lamenta morte de criança com cardiopatia congênita que aguardava transferência do HGCA para unidade especializada

Todo o esforço da mãe, a dona de casa Cristina Rodrigues Bastos, foi em vão. Faleceu no Hospital Geral Clériston Andrade a pequena Rosecleide Bastos dos Santos, que nasceu no final do mês de novembro com diagnóstico de cardiopatia congênita e aguardava por uma transferência para uma unidade especializada onde pudesse ser submetida a uma cirurgia.

A notícia foi dada, com muito pesar, pelo vereador Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha, em pronunciamento nesta quarta-feira, durante a sessão da Câmara Municipal. Lulinha vinha acompanhando o drama da criança e dando apoio à família.

“Eu não conhecia a senhora Cristina. Ouvi seu desespero em uma entrevista em um programa de rádio e, como homem público que conhece essas dificuldades no atendimento à saúde em Feira de Santana, passei a lutar, com a família, para que a recém-nascida conseguisse sobreviver”, disse o vereador.

No entanto, o bebê acabou não resistindo a tanto tempo de espera. O diagnóstico médico recomendando sua transferência em regime de urgência para uma unidade especializada em cirurgia cardíaca infantil foi feito no dia 2 de dezembro, quatro dias depois do nascimento da criança. Desde então a família iniciou a sua via crucis em busca de conseguir a remoção.

A direção do Hospital Geral Clériston Andrade informa que fez o cadastro da criança no Sistema de Regulação do Governo do Estado e até em nível nacional, mas não foi disponibilizada uma vaga. A família decidiu recorrer ao Ministério Público Federal na esperança de que o órgão ingressasse com uma ação na Justiça obrigando o Estado a providenciar o tratamento, mas não houve tempo.

Para o vereador Luiz Augusto, os responsáveis pelo fato são os gestores da saúde pública em Feira de Santana. “Alguém no hospital disse que a mãe procurou o Ministério Público muito tarde, mas a única que não tem culpa nessa tragédia é a dona Cristina. Dias depois de ser submetida a um parto cesariana, ela passou por cima do resguardo e foi à luta para tentar salvar a vida da filha”, afirma. O sepultamento da criança acontece hoje, às 15 horas, no Cemitério São Jorge.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110917 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]