123 municípios baianos são contemplados no PAC 2 FUNASA

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Na Bahia, 123 municípios foram selecionados no PAC 2 Funasa. A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) divulgou a lista dos municípios brasileiros aptos a receber recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 – Funasa. O PAC 2 Funasa levará saneamento e abastecimento de água aos municípios brasileiros com até de 50 mil habitantes.

As obras somam um montante de R$ 352 milhões (R$ 352.472.296,22). A construção de melhorias sanitárias domiciliares (MSD) será feita em 84 cidades, a um custo de R$ 138 milhões (R$ 138.590.071,40). Ou seja, as famílias desses locais terão em suas casas um banheiro com condições de higiene adequadas. Grande parte dos projetos de MSD, da Bahia, que a Fundação aprovou, foi elaborada por prefeituras; coube ao governo estadual protocolar cinco pedidos.

Já para a implantação de abastecimento de água, foram escolhidos 25 municípios. As obras, que custam R$ 74 milhões (R$ 74.342.870,04), atendem aos projetos que o próprio governo do estado enviou à Fundação.

A instalação de rede de esgoto é o que sairá mais caro: R$ 139 milhões (R$ 139.539.354,78). A ação será implementada em 14 cidades baianas. Dos projetos aprovados, 12 são de autoria do governo estadual.

Na opinião de Rui Costa, a lista de seleção é uma boa notícia para a Bahia, mas muitos municípios ainda precisam de saneamento básico. “Nós pleiteamos junto a Funasa para que cem por cento dos nossos municípios fossem contemplados. É importante a boa notícia de hoje, mas continuaremos a trabalhar para que todas as casas do nosso estado tenham saneamento básico”, ressaltou o deputado.

A lista de todos os municípios brasileiros selecionados para o programa foi publicada hoje no Diário Oficial da União. O prazo de inscrição dos projetos terminou em julho. A Funasa publicou a lista dos pré-selecionados no mês de outubro.

Sobre Carlos Augusto 9669 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).