Vereador Luiz Augusto (Lulinha), disse que cadeiras de rodas do HGCA estão amarradas com ataduras e esparadrapos. Confira noticias da CMFS

Jornal Grande Bahia - Logomarca 2012 - 12
Jornal Grande Bahia - Logomarca 2012 - 12

Cadeiras de rodas do HGCA amarradas com esparadrapo e atadura, denuncia vereador 

As cadeiras de roda que servem aos pacientes do Hospital Geral Clériston Andrade estão todas mal conservadas. Quem informa é o vereador Luiz Augusto, o Lulinha. “Estão amarradas de ataduras e esparadrapos”, afirmou, em discurso na Câmara Municipal.

Segundo ele, na ala de Enfermaria, homens e mulheres disputam o mesmo banheiro. “É um absurdo, que misturem as pessoas dessa forma”. Os corredores da unidade, assinala o vereador, continuam super lotados. “Não melhorou nada”, queixou-se.

Para o vereador, o problema no HGCA não é de direção, mas de investimentos. “Eu alertei aqui nesta Casa que a diretora do Clériston, Iraci Leite, iria passar por um desgaste muito grande. Uma pessoa que era conceituada, respeitada, no entanto, hoje, eu já vi vereador dizendo que a administração do hospital tem que mudar”.

Ainda tratando da área de saúde, Lulinha disse que o Governo do Estado inaugurou alguns hospitais que começaram a ser construídos na administração anterior. “Muitos desses hospitais estavam em conclusão e o governador Wagner só terminou as obras graças às emendas de políticos do Democratas e de outros partidos”.

Roque Pereira diz que Secom e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer fornecem estrutura para eventos não oficiais 

A Prefeitura de Feira de Santana, através das secretarias de Cultura e Lazer e de Comunicação, tem dado suporte a eventos que não fazem parte do calendário oficial do Município. A informação é do vereador Roque Pereira. aSegundo ele, toldos, serviço de som e outros equipamentos são disponibilizados para festas promovidas por bares, cavalgadas, etc, no distrito João Durval, que ele representa politicamente.

Tais eventos, disse ele, são promovidos por pré-candidato a vereador em 2012, o que configura privilégio. “Trago a denúncia mesmo sendo governista. Quem quer ser candidato deve usar recursos do seu bolso e não dar um capote em adversário. Não admito que concorrente meu use a máquina para se locupletar’, afirmou, na Tribuna da Casa da Cidadania.

O vereador disse não ser contra o apoio da Prefeitura a eventos da igreja, “mas inauguração de bar, cavalgada, dia das crianças, etc, não deve”. Relatou que festas realizadas nas comunidades KM 7 e Caroá havia equipamentos fornecidos pela Prefeitura.

“Nem agradeceram ao prefeito ou à Prefeitura, que era quem estava bancando aquela estrutura. Só diziam que foi fulano que levou”, observou. Ele disse que vai comunicar os fatos a Tarcízio Pimenta.

Roque lembrou que existe uma recomendação do Ministério Público para que o poder público não forneça a estrutrura de eventos que não façam parte do calendário oficial. “Eu já patrocinei três eventos, mas gastei do meu bolso com os equipamentos”. O vereador Justiniano França pediu o nome do pré-candidato que estaria sendo beneficiado. Roque disse que é de conhecimento público e não pretende promovê-lo.

O vereador Frei Cal disse que o Executivo não deve estar patrocinando eventos particulares. Seu colega oposicionista Angelo Almeida pediu cópia da ata com a denúncia de Roque. Pretende encaminhá-la ao Ministério Público. “Aplicação de dinheiro público em eventos não oficiais é algo ilegal”.

Bastinho critica ação de Wagner, que pediu à PM para impedir protestos 

A opinião é do vereador José Sebastião – Bastinho (PSD). Segundo ele, o governo petista na Bahia não está sabendo lidar com situações adversas e, por conta disso, age com truculência em determinados casos, jogando fora, segundo ele, a história de luta do Partido dos trabalhadores em favor da democracia.

Em seu discurso na Tribuna da Câmara Municipal, Bastinho fez a leitura de uma nota publicada no site Bahia Notícias sob o título: “Governador pede que PM impeça protestos que parem o trânsito”.

Conforme trechos da nota, para evitar protestos em vias públicas, o governador Wagner deu ordens ao secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, e ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, para não deixar obstruir nenhuma via, e apurar a participação de cada um dos autores das manifestações para imputar as responsabilidades por qualquer coisa que aconteça com uma pessoa que não esteja sendo socorrida (por ambulância) ou qualquer outro prejuízo. O Batalhão de Choque da PM será chamado para atuar nestas situações.

Na concepção de Bastinho, a referida nota deixa claro que “o PT joga fora a sua história de luta, de apoio às causas públicas, uma vez que trabalhadores do nosso estado estão sendo tratados com repressão e truculência”, afirmou.

Em aparte, o vereador José Carneiro disse que o chefe do Executivo Estadual parece que perdeu a memória. “Antes de Jaques Wagner ser político, ele era sindicalista, estava sempre à frente dos movimentos populares. Espero que o governador tome Memorioton, para lembrar o passado dele, para não esquecer a sua história que, diga-se de passagem, muito bonita”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110934 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]