Seminário debate formas de garantir mais recursos para ciência e tecnologia na Bahia. Ministro Aloizio Mercadante vai participar do evento

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Garantir mais recursos do governo federal para o desenvolvimento científico da região Nordeste. Este é um dos objetivos do seminário que será realizado nesta sexta-feira (04/11/2011), dia 4, às 9h, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), com as presenças do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, e do secretário estadual da pasta, Paulo Câmera, que vai representar o governador Jaques Wagner.

O evento, que é gratuito, faz parte do Ciclo de Debates Nordeste XXI e vai discutir o Plano de Desenvolvimento Científico e Tecnológico para a região. O Plano, que obteve respaldo da Bancada do Nordeste, na época presidido pelo deputado Zezeu Ribeiro, hoje secretário de Planejamento da Bahia, chegou a ser endossado pelo então ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.

Realizado pelo Banco do Nordeste e Instituto Nordeste XXI, o seminário terá a participação também do presidente do BNB, Jurandir Santiago, do superintendente em Salvador, Nilo Meira Filho, e do deputado federal Ariosto Holanda.

O Plano para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Nordeste visa criar o Conselho de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da região, a ser presidido pelo ministro Aloizio Mercadante, e composto por instituições regionais do setor para definir critérios de aplicação dos recursos dos fundos setoriais, cerca de R$ 200 milhões por ano.

O secretário Paulo Câmera considera muito importante esse tipo de discussão, ainda mais agora, que a Bahia está prestes a implantar um Parque Tecnológico que vai atrair empresas e instituições de pesquisa para o Estado.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9375 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).