PTN reforça pedido de suspensão judicial da cobrança do pedágio na BR324

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Os deputados estaduais Carlos Geilson e Luizinho Sobral, ambos do PTN participaram hoje de ação da bancada de Oposição que ingressou na Justiça Federal com ação popular e pedido de liminar para a suspensão da cobrança dos pedágios na BR-324 enquanto a concessionária via Bahia não cumpra as melhorias na rodovia previstas em contrato. “É um absurdo o baiano pagar pedágio numa rodovia que sequer está em condições de tréfego. A situação ficou ainda pior com o período de chuvas. A BR-324 é uma buraqueira só e não vemos medidas efetivas da concessionária para solucionar o problema. Fazem uma operação tapa buracos de péssima qualidade e nas próximas chuvas os remendos todos derretem. É o ‘alfalto sonrisal’. Não pode ver água que dissolve. O povo não pode continuar pagando por um serviço de baixa qualidade”, protestou Carlos Geilson.

Carlos Geilson é um dos que mais protesta contra a qualidade dos serviços as concessionárias das rodovias baianas quer sejam prestadoras estaduais ou federais. “Tenho acompanhado de perto as ações do Ministério Público Federal e do Estadual sobre as condições precárias das estradas pedagiadas e posso afirmar que os promotores também estão acompanhando de perto e cobrando melhorias das concessionárias. Mas não podemos assistir passivamente a ação do MP. Temos que mostrar nossa indignação diante dessa situação”, enfatizou Geilson.

O parlamentar percorre diariamente a BR-324 já que é morador de Feira de Santana e ocasionalmente utiliza-se das BAs que fazem a ligação das cidades na Região Metropolitana e Litoral Norte, privatizadas pelo governo do estado. “A situação é precaríssima em qualquer uma das rodovias pedagiadas. Prometeram ambulâncias, telefones de socorro, duplicação de pistas e não vemos absolutamente nada disse. Em alguns casos o usuário ainda pagar dois pedágios numa mesma rodovia, até mais pedágios para um serviço que deixa bastante a desejar. Como parlamentar, não posso permitir que esse desvio de dinheiro público e a má qualidade na prestação de serviços persista, dai a nossa ação na Justiça”, explicou o deputado, em relação a ação popular.

Além de Carlos Geilson e Luizinho Sobral, também foram à Justiça Federal o líder da bancada, deputado Reinaldo Braga (PR); Sandro Régis (PR); Paulo Azi (DEM); Leur Lomanto Junior (PMDB); Bruno Reis (PRP); Tom Araújo (DEM); Pedro Tavares (PMDB); e Adolfo Viana Neto (PSDB). A expectativa dos deputados é que dentro das próximas horas o juiz federal se manifeste e determine liminarmente a suspensão da cobrança dos pedágios na BR-324. São duas praças na BR a um custo de R$1,60 em cada uma delas.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108922 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]