Parceria entre Banco do Brasil e Sebrae incentiva a caprinovinocultura no semiárido da Bahia

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.


Encontro apresentará resultados de estudo realizado pelas duas instituições.

A criação de caprinos representa mais de um quarto da economia de alguns municípios baianos, a exemplo de Uauá, no nordeste do Estado. Em outros, praticamente todos os animais estão em propriedades de agricultores familiares.

Estas e outras constatações são fruto de um levantamento sobre a cadeia produtiva da caprinovinocultura, realizado por meio de uma parceria entre o Banco do Brasil e o Sebrae.

O Programa de Inclusão Produtiva da Ovinocultura e Caprinocultura no Semiárido da Bahia – Bioma Caatinga – iniciou os estudos sobre o desenvolvimento destas atividades em 2010, nos municípios de Juazeiro, Curaçá, Casa Nova, Remanso e Uauá.

O resultado completo da pesquisa será apresentado no Encontro de Inteligência Setorial para o Desenvolvimento Sustentável da Ovinocultura e Caprinocultura de Corte e Leite no Sertão do São Francisco. O evento acontecerá na Câmara Municipal de Juazeiro, entre os dias 3 e 5 de novembro (2011), e será composto por palestras e mesas temáticas.

“Uma das premissas da Estratégia de Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil é o respeito às vocações produtivas de cada região, e o Programa Bioma Caatinga é um bom exemplo de que estamos no caminho certo”, ressalta Edson Pascoal Cardozo Superintendente Estadual do BB na Bahia.

Entre os palestrantes do evento, estão o Presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Alfredo Streit, e o Gerente de Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil na Bahia, Armando Soares Filho.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]