Deputada Graça Pimenta alerta para o fato do estado da Bahia contar com o maior número de vítimas fatais no trânsito em 2010

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Entre os nove estados da região Nordeste, a Bahia ficou com a lamentável posição de primeiro lugar no registro de vítimas fatais no trânsito em 2010, com 2.245 vítimas. Os dados, que foram divulgados pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira (04/11/2011), são do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM).

Conforme a deputada estadual Graça Pimenta (PR), “é comum os acidentes de trânsito estarem ligados ao consumo de bebidas alcoólicas por parte dos condutores. As campanhas contra o uso desse tipo de bebida ao dirigir são válidas, porém aqueles que bebem e dirigem precisam se conscientizar sobre o risco que ofertam a própria vida e a vida de outras pessoas. Caso essa conscientização não ocorra, fica como alternativa ao poder público intensificar as fiscalizações no trânsito”.

Em decisão divulgada também nesta semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que dirigir tendo concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a seis decigramas é crime. Mesmo que não provoque risco a outras pessoas, o condutor pego com o nível de álcool citado está sujeito à detenção.

Sobre Carlos Augusto 9661 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).