Cuca promove nesta sexta-feira o show Cantos da Natureza com Jatobá e convidados

cuca-promove-nesta-sexta-feira-o-show-cantos-da-natureza-com-jatoba-e-convidados
cuca-promove-nesta-sexta-feira-o-show-cantos-da-natureza-com-jatoba-e-convidados

Cantos da Natureza é o nome do espetáculo musical protagonizado pelo compositor Augusto Jatobá, com a participação especial de Xangai, que acontece sexta-feira (18/11/2011), às 20h30, no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). Com entrada franca, o show promete animar a noite com outras atrações de peso, como o reggaeman Tonho Dionorina e convidados.

Compositor, artista plástico e arquiteto, Augusto Jatobá é baiano, de Campo Formoso. Foi criado em Feira de Santana entre vaqueiros, aboiadores e cantadores da grande feira livre, onde colheu subsídios para a sua arte. Artista plástico premiado desde os 15 anos, mudou-se para Salvador em 1968 para estudar e trabalhar. Neste mesmo ano, cursava Arquitetura na Ufba e trabalhava como criador na Propeg Propaganda, ao lado de Fernando Borba, Walter Queiroz, Lobianco e João Ubaldo Ribeiro. Em 1972, transferiu-se para o Rio de Janeiro, fugindo da repressão polític

Foi no Rio que Jatobá assumiu o lado de poeta e compositor. Em pouco tempo gravava a primeira música, “Buraco Fundo”, com a cantora pernambucana Oneida. Reencontrou os conterrâneos, Antônio Carlos, Jocafi, Walter Queiroz, Nana e Dori Caymmi e vários outros artistas que o incentivaram. Paulo César Pinheiro o convidou para trabalhar na EMI-Odeon, nas produções de livros e discos de Clara Nunes, João Nogueira e Joel do Bandolim.

No convívio com as gravadoras, em aprendizado intenso para a produção de disco, foi que Jatobá resolveu criar a própria gravadora, o Estúdio de Invenções. Logo estava trabalhando o LP “Que é qui tu tem canário” de Xangai. Daí por diante, foram 25 discos produzidos para vários artistas, inclusive os seus. Hoje, com quatro discos próprios, Jatobá tem cerca de 100 músicas gravadas por outros artistas. Elba Ramalho, Elomar, Geraldo Azevedo, Margareth Menezes, Dercio Marques e Xangai são alguns intérpretes que gravaram suas músicas.

Suas mais de 500 composições, sempre com temática voltada para a sociedade, o homem e seus conflitos, tem Xangai como o maior e mais elogiado intérprete. A música “Matança”, de temática ecológica, é a mais conhecida, mais regravada (19 regravações) e a mais gratificante, já que logo virou tema de abertura do programa Adelzon Alves, da Rádio Globo.

Em 1982, teve incursão no Fantástico, da TV Globo, recebeu vários prêmios e homenagens em diversas cidades brasileira, mas foi no Rio que Jatobá e sua música tiveram o maior: o título de Cidadão conferido pela a Alerj, em 2002. Em seguida, a convite do Ministro Paulo Renato, produziu o CD Parâmetros em Ação, num projeto educativo Governo Fernando Henrique. Colaborou com a ONU durante a Unicated, de 2002, a convite de Rubens Ricupero.

Augusto Jatobá, ao longo desses 30 anos de atividades artístico/culturais, vem trabalhando constantemente, junto à comunidade baiana, residindo no Rio de Janeiro, dando apoio, orientando e conscientizando no sentido de divulgar nossa cultura tão carente.

No momento, Augusto Jatobá está em fase de produção do seu 5º CD, “Água”. O projeto consta de 18 canções que abordam uma temática sobre Rios, Lagos e Mares.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109999 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]