Unidade de Observação de Morro do Chapéu produz primeiras uvas até 2012; Embrapa processará primeiros vinhos

Plantação de uva proporciona produção de vinho na região de Morro do Chapéu.
Plantação de uva proporciona produção de vinho na região de Morro do Chapéu.
Plantação de uva proporciona produção de vinho na região de Morro do Chapéu.

Este é um sonho que está se concretizando”, disse o prefeito de Morro do Chapéu, Cleovar Barreto, ao contemplar, ao lado do secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, o primeiro cacho de uva da variedade Cabernet Sauvignon, produzida na Unidade de Observação instalada no município, na Chapada Diamantina. Especialista em uvas viníferas e diretor da Vinícola Miolo, instalada na Bahia na cidade de Casa Nova, Eurico Benedetti ficou encantado com o vigor das mudas e afirmou que “a Miolo fará os primeiros vinhos com as uvas produzidas aqui”. A oferta do empresário foi “brindada” com as novas mudas da variedade Malbec, de origem francesa, que acabaram de chegar à unidade de observação. “O próximo brinde será feito com os primeiros vinhos da Chapada”, projetou o secretário.

“A impressão que tenho é a melhor possível. A videira se dá muito bem nesses solos profundos, com boa penetração das raízes. O vigor das mudas é muito forte, tem desenvolvimento excelente por causa da insolação”, analisou o executivo da Miolo. Ele afirma ainda que os solos e o clima da Chapada reúnem condições muito favoráveis ao cultivo de uva para produção de vinho.

Acompanhado pelos superintendentes de Atração de Investimentos, de Desenvolvimento da Agropecuária e de Agricultura Familiar da Seagri, respectivamente Jairo Vaz , Raimundo Sampaio e Wilson Dias, o secretário Eduardo Salles visitou na manhã desta sexta-feira, (30/09), a unidade de observação, instalada numa parceria da Seagri/EBDA, Embrapa, Associação de Produtores e Criadores e prefeitura de Morro do Chapéu. Ele afirmou que “este é um momento histórico para o município e para a Bahia. Não tenho a menor dúvida de que em breve a Chapada Diamantina será transformada num importante produtor de uvas viníferas e de vinhos de alta qualidade”.

A visita do secretário e comitiva à unidade de observação foi acompanhada por dezenas de produtores, lideranças políticas e sindicais e prefeitos de municípios vizinhos. Durante o café da manhã oferecido pela prefeitura de Morro do Chapéu, o produtor Odilésio Gomes afirmou que “nada resiste à força do trabalho, e graças ao empenho do governo do Estado através da Secretaria da Agricultura a Chapada está entrando numa fase de transformação social e econômica”.

Instalada há oito meses, a Unidade de Observação de Morro do Chapéu apresenta excelente comportamento, com resultados promissores com as variedades de uvas viníferas, como Cabernet Sauvignon e Chardonnay, dentre outras. O superintendente Jairo Vaz, que desde o primeiro momento acompanha de perto as atividades na Unidade de Observação de Morro do Chapéu, informou que uma segunda leva de mudas será plantada na unidade, das variedades Pinot Noar, Cabernet Blanc, Merlot, Sauvingnon Blanc e Malbec.

“O primeiro passo foi dado com resultados maravilhosos. Agora, numa segunda etapa, vamos observar a variedade que mais se adapta. O terceiro passo será a atração de agentes financeiros para abertura de linhas de financiamento para os pólos de uva que deverão ser instalados na região por produtores da região de outras partes do Brasil”, explicou Eduardo Salles.

Mucugê e Rio de Contas

A avaliação unânime feita por técnicos da Embrapa de que a Chapada Diamantina tem todas as condições de desenvolver uvas viníferas de qualidade levou a Seagri a expandir as ações nessa região, instalando outras unidades de observação. A segunda unidade será instalada em Mucugê, e com esse objetivo a Seagri já assinou protocolo de intenções com o Sindicato dos Produtores Rurais de Mucugê. A terceira unidade será instalada no município de Rio de Contas.

Assim como em Morro do Chapéu, em Mucugê e Rio de Contas serão cultivadas também frutas temperadas, como maçã, ameixa, pêra, pêssego e oliveira, que já é plantada por um grupo francês em Rio de Contas, com bons resultados. “Estas culturas, a exemplo do que acontece na Europa, permitem a inclusão de pequenos agricultores, constituindo-se em excelente oportunidade para dar sustentabilidade à agricultura familiar e estabelecer parcerias entre os pequenos e os grandes produtores”, afirma Salles.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116579 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.